Streaming Vai Anitta: carreira internacional da cantora é destaque em série da Netflix Os bastidores da primeira investida da artista fora do país podem ser vistos no documentário com seis episódios

Por: Agência Estado

Publicado em: 18/11/2018 11:36 Atualizado em:

Além dos aspectos mais profissionais, Vai Anitta explora questões da vida pessoal da artista. Foto: Netflix/Divulgação.
Além dos aspectos mais profissionais, Vai Anitta explora questões da vida pessoal da artista. Foto: Netflix/Divulgação.
Há pouco mais de um ano, a cantora Anitta lançava as suas primeiras músicas em inglês, focadas no mercado internacional e com produção de nomes como Alesso e Poo Bear. Os bastidores da primeira investida da cantora fora do país, agora, podem ser vistos numa nova série documental da Netflix, Vai Anitta, que chegou ao serviço de streaming neste sábado (17). 

A série tem produção executiva da própria Anitta e da equipe norte-americana Shots Studios, que ajuda a cuidar da carreira da cantora fora do Brasil. O episódio de estreia mostra a carioca gravando e lançando a música Is that for me, no Brasil, ao lado de Alesso e Poo Bear. Nos episódios seguintes, o público vai acompanhar mais da vida pessoal da cantora, shows pelo país e mais compromissos internacionais. 

“Quem assistir vai poder acompanhar os bastidores dos shows e das gravações de clipes, a correria para conseguir dar conta dos meus compromissos”, diz Anitta. “Os momentos em que nem o meu corpo aguenta a loucura da minha rotina, todas as minhas reuniões e muito mais.”

Natural do bairro de Honório Gurgel, no Rio de Janeiro, Anitta, cujo nome verdadeiro é Larissa, tem apenas 25 anos, mas nos últimos meses tem acumulado diversas funções. Além de administrar a própria carreira, ela agora é, também, técnica do The Voice no México. “Na série, eu mostro um lado da Anitta que nem todo mundo conhece, a Larissa”, explica.

Segundo a cantora, em muitos momentos ela comenta a série com sua visão empresarial. “O mais diferente da série é que mostra alguns momentos em que eu não esperava ser gravada, comento como Larissa, a empresária, sobre coisas que tem acontecido na minha carreira e ninguém sabe”, afirma. Anitta, porém, acredita que as gravações poderiam ter se aprofundado ainda mais na sua vida. “Não está tudo da minha vida lá porque as próprias pessoas que estavam gravando ficaram com vergonha de serem invasivas.”

Rindo, a cantora diz que depois de certas situações não filmadas, ela chegou a conversar com a equipe de gravações, para esclarecer que tudo poderia ser filmado. “Não tenho problema com as câmeras.”

Desde o início da sua carreira internacional, registrada na série, Anitta já avançou bastante. Há poucos dias, esteve na Espanha para ser uma das apresentadoras da maior premiação da MTV na Europa, o EMA, onde entregou um prêmio para Nicki Minaj. “Foi muito especial sentir que, cada vez mais, o público lá fora está reconhecendo e curtindo as minhas músicas”, afirma a cantora, que se sentiu lisonjeada com a recepção por lá. “Quando cheguei, o público começou a cantar as minhas músicas no tapete vermelho.”

Antes de lançar a série na Netflix, Anitta divulgou, no último dia 9, três novas músicas, uma em espanhol, Veneno, outra em inglês, Goals, e uma em português, Não perco meu tempo. Os clipes das três músicas acumulam - até este domingo (18) - 45 milhões de visualizações no YouTube.

Nos seus posts nas redes sociais, a cantora já vem escrevendo nos três idiomas, o que virou um meme no Brasil. Ela admite que a brincadeira influenciou sua estratégia. “Acho muito engraçado que eu tenha virado meme por conta disso”, ri. “Mas com certeza penso no meu público em tudo o que eu faço, a estratégia de lançar essas três músicas foi para, de alguma forma, me aproximar ainda mais do meu público aqui no brasil e lá fora.”

Um dos novos clipes que mais chamaram a atenção foi o de Não perco meu tempo, em que a cantora aparece beijando 28 pessoas, entre homens e mulheres de várias idades e com diversas características físicas. Bastante criticada no período eleitoral por ter demorado a se posicionar politicamente, Anitta afirma que é com os seus vídeos, como o de Is that for me, gravado enquanto o governo federal tentava extinguir uma reserva na Amazônia, que ela se manifesta.

“Não sou estudada em assuntos sociais, tento fazer o meu papel dentro do que acho que posso conseguir, com o entretenimento”, afirma a cantora, que comentou ainda a representação LGBT em Não perco meu tempo. “Tento lançar um olhar de normalidade, com uma mensagem social leve. Mesmo as pessoas que não querem a mensagem, a gente pega na curva”, explica. “O Brasil precisa entender o amor e respeitar as diferenças e eu vou sempre me posicionar no que acredito.”

PARCERIAS

Indicada ao Grammy Latino por Sua cara, parceria com a drag queen Pabllo Vittar e com o grupo americano Major Lazer, e por Downtown, música com o colombiano J. Balvin, Anitta reúne cada vez mais parcerias fora do país. A última foi com a também colombiana Greeicy, na música Jacuzzi, que chamou a atenção até mesmo da cantora Madonna nas redes sociais. “Fiquei doida quando ela (Madonna) curtiu meu vídeo. Significa que ela viu e curtiu o meu trabalho”, afirma Anitta. 

Na coletiva de imprensa para o lançamento de Vai Anitta, a cantora foi questionada por uma jornalista sobre uma suposta ligação que teria recebido de Madonna, convidado-a para uma parceria. Anitta desconversou. 

O último álbum completo de Anitta foi Bang, em 2015. Desde então, lançou apenas singles. Ela, no entanto, não descarta um novo disco para o ano que vem. “Nunca descartei. Já tenho vários planos e parcerias planejadas para 2019. Mais para frente vocês saberão.” 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.