TV Globo desmente que esteja escalando atores de acordo com posições políticas A emissora enviou comunicado oficial afirmando que tem 'um ambiente saudável, democrático, que valoriza a expressão artística'

Por: Estado de Minas

Publicado em: 13/11/2018 09:31 Atualizado em: 13/11/2018 10:18

Regina Duarte e Zé de Abreu são alguns atores conhecidos pelas suas posições políticas. Foto: GShow/Reprodução
Regina Duarte e Zé de Abreu são alguns atores conhecidos pelas suas posições políticas. Foto: GShow/Reprodução

Não é surpresa para ninguém que as últimas eleições deixaram muitos brasileiros em lados opostos na defesa por um candidato à presidência, e não foi diferente com a classe artística. Árduos usuários das redes sociais, muitos atores e atrizes protagonizaram campanhas públicas on-line, e nesse sentido, os profissionais da rede Globo de Televisão foram um dos mais engajados – mesmo com ideologias diferentes.

De acordo com informações da coluna on-line F5, do jornal Folha de S. Paulo, a Globo está transmitindo uma mensagem interna, lembrando que os atores têm liberdade para demostrar apoio a qualquer pessoa, e que as escolhas de escalação em obras da casa não têm base em parâmetros políticos dos atores. A responsável pela mensagem é a diretora de recursos artísticos da emissora Mônica Albuquerque.

“Tenho acompanhado notas na imprensa e nas mídias sociais que afirmam que estamos tomando decisões de escalação e de montagem de equipes pautadas em visões políticas desta ou daquela natureza. Gostaria de reiterar que esta é uma empresa ampla, diversa e que sempre teve por tradição acolher as mais diversas correntes de pensamento. Temos um ambiente saudável, democrático, que valoriza a expressão artística e tem paixão por se comunicar com nosso público”, diz a nota.

A simbologia dessa “guerra partidária” foi representada pelos atores José de Abreu e Regina Duarte. Ambos com décadas de trabalho dedicado à empresa carioca, a dupla não foi tão parceira nas redes sociais durante a campanha presidencial.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.