música Samba de Bamba recebe carioca Marina Iris Sambista se apresenta a partir das 20h, no Teatro da Caixa Cultural

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 29/10/2018 21:59 Atualizado em: 29/10/2018 22:05

Marina é a oitava atração de 2018 do projeto Samba de Bamba. Foto: Divulgação
Marina é a oitava atração de 2018 do projeto Samba de Bamba. Foto: Divulgação

Como parte do projeto Samba de Bamba, tradicional ação da Caixa Cultural que promove shows e espetáculos musicais, a capital pernambucana recebe nesta terça-feira (30), a cantora e compositora carioca Marina Iris. A artista sobe ao palco do equipamento a partir das 20h, com a montagem Ivones, um tributo a Dona Ivone Lara, um dos maiores nomes do samba nacional. Acompanhada de um quarteto musical, a sambista vai apresentar uma performance repleta de canções como Alguém me avisou, Sonho meu e Força da imaginação escritas por D. Ivone em parceria com outros compositores, e ainda Acalanto, de Teresa Cristina e Zé do Caroço de Leci Brandão. Os ingressos para a apresentação custam R$ 30 (inteira) e R$ 15 (meia), à venda na bilheteria do teatro da Caixa Cultural, a partir das 9h.   

Prezando pela pela valorização do gênero musical, a cantora vai homenagear também na apresentação outras nove compositoras da música brasileira de diferentes gerações como Gisa Nogueira, Leci Brandão, Rosinha de Valença, Zélia Duncan, Teresa Cristina, Mart'nália, Ana Costa, Ana Carolina e Manu da Cuíca, responsáveis pela disseminação e pelo crescimento do samba no país. 

Com voz grave e interpretação criteriosa, Marina Iris é considerada uma das grandes revelações da nova geração do samba carioca. De acordo com a artista, estar incluída no hall do samba no Brasil é uma das maiores honras da sua vida, principalmente pela oportunidade de contribuir para o fortalecimento da cultura popular. “Sem dúvidas para mim é um privilegio poder apresentar um pouco do legado de D. Ivone e de tantas outras mulheres potentes que nos inspiram e ensinam todos os dias com suas obras. Assim como outros gêneros populares, o samba é um ritmo que está ligado à formação do nosso povo. Ele diz muito sobre nós, não só em termos musicais, mas também nos comportamentais e afetivos. É a representação da resistência de um povo”, afirmou a sambista. 

Além de músicas consagradas do samba brasileiro, a exibição Ivones de Marina Iris vai contar ainda com faixas de seu primeiro disco, É Preta, e do recém-lançado, Rueira. Nele, a cantora encarna nas suas interpretações o dinamismo, a diversidade e a intensidade das ruas.  

Serviço
Samba de Bamba da Caixa Cultural recebe Marina Iris  
Quando
: Terça-feira, 30 de outubro 
Onde: Caixa Cultural do Recife, Av. Alfredo Lisboa, 505, a partir das 20h 
Quanto: R$ 30 (inteira), R$ 15 (meia)
Informações:  (81) 3425-1915


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.