Música Entre Ruas leva o frevo para diferentes pontos do Recife A primeira temporada do projeto vai levar o ritmo centenário para os fins de semana de outubro e novembro

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 05/10/2018 09:31 Atualizado em:

Antes de cada apresentação, serão oferecidas oficinas de frevo. Foto: Bruno Campos/PCR
Antes de cada apresentação, serão oferecidas oficinas de frevo. Foto: Bruno Campos/PCR

Os trombones e trompetes que vão vida ao frevo voltam às praças do Centro do Recife com o espetáculo gratuito Entre ruas, realizado pelo Studio Viegas de Dança. A temporada vai levar o passo, a história e a trajetória do ritmo centenário para os fins de semana de outubro e novembro. A estreia será amanhã, a partir das 17h, na Praça Maciel Pinheiro, no bairro da Boa Vista. As ruas Velha, da Imperatriz, do Bom Jesus e do Apolo também serão palco para o espetáculo, assim como o Pátio do Terço, o Largo de Santa Cruz e as praças do Diario e Maciel Pinheiro. Todas as apresentações serão gratuitas.

Os locais não foram escolhidos por acaso. Neles, eram realizados concursos de passistas e que revelaram mestres da dança do frevo, como Nascimento do Passo, Sete Molas, Egídio Bezerra e Coruja. A ideia é levar o gênero de volta para esses espaços, dando um mergulho nas décadas em que o frevo teve suas primeiras aparições e resistências. “Entre Ruas é o frevo de ontem e de hoje. É nossa história cada vez mais viva e vivida pela cidade”, conta o diretor e produtor da peça, Junior Viégas.

"O espetáculo é todo costurado por cordéis que contam a história do frevo. Estaremos o tempo inteiro interagindo com o público. Enquanto o espetáculo vai acontecendo, o cordel vai alinhando essas coreografias", continua o artista. Ao todo, serão oito apresentações encenadas pelos bailarinos Arylson Matheus, Bhrunno Henryque, Fiia Cachinhos, Gabriela Carvalho, Jonathan Carneiro, Júnior Souza, Júnior Viégas e Stephany Santiago, que vestem figurino criado por Djalma Rabelo.

"A trilha sonora passeia pela musicalidade que deu origem ao frevo e acompanha a evolução do ritmo, no que se refere à criação dos estilos do frevo", pontua Alexandre Macedo, que assina a trilha e a coreografia do espetáculo. Dessa forma, as músicas vão do maxixe ao dobrado marcial, passando pela marchinha, frevo de rua, frevo de bloco e frevo canção.

Antes de cada apresentação, serão oferecidas oficinas de frevo com conteúdo teórico-prático para o público infantil e juvenil, ministradas por Júnior Viégas. Com incentivo do Funcultura, o Entre Ruas foi criado a partir de uma pesquisa com base no filme Olha o frevo, de Rucker Vieira, e em fotografias dos acervos da Fundação Joaquim Nabuco, Casa do Carnaval, Museu da Cidade do Recife e Paço do Frevo.

Confira a programação:

Outubro

Praça Maciel Pinheiro
5 de outubro, às 17h

Rua da Imperatriz
6 de outubro, às 10h

Rua Velha
13 de outubro, às 10h

Praça do Diário
13 de outubro, às 16h

Largo de Santa Cruz
27 de outubro, às 10h

Novembro

Pátio do Terço
10 de novembro, às 10h

Rua do Apolo
10 de novembro, às 16h

Rua do Bom Jesus
17 de novembro, às 16h

Serão 8 apresentações com Arylson Matheus, Bhrunno Henryque, Fiia Cachinhos, Gabriela Carvalho, Jonathan Carneiro, Júnior Souza, Júnior Viégas e Stephany Santiago.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.