Dança Grupo Destramelar dança ao som de ritmos regionais no Teatro Barreto Júnior Espetáculo Pernambucanas faz parte do projeto Quartas da Dança

Por: Caio Ponciano

Publicado em: 03/10/2018 09:43 Atualizado em:

Bilheteria será revertida integralmente para o Hospital de Câncer de Pernambuco. Foto: Destramelar/Divulgação
Bilheteria será revertida integralmente para o Hospital de Câncer de Pernambuco. Foto: Destramelar/Divulgação

Um passeio por ritmos da cultura popular, como frevo, maracatu, xaxado, caboclinhos, afro, coco, reisado e capoeira, poderá ser visto em forma de dança no espetáculo Pernambucanas, que o grupo Destramelar apresenta nesta quarta-feira (03) e no dia 10 de outubro, sempre a partir das 20h, no Teatro Barreto Júnior, no Pina. A montagem faz parte da programação do Quartas da Dança, projeto da Prefeitura do Recife que busca incentivar os talentos de dança na cidade. Os ingressos custam R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia) e serão vendidos na bilheteria do teatro a partir das 17h.

A narrativa do espetáculo apresenta um grupo de canavieiros que está em tristeza profunda e decide abrir a porteira do engenho onde vive, para então seguir em uma viagem pelos caminhos da cultura popular, da Zona da Mata até o Litoral pernambucano. “Queremos mostrar a importância da cultura popular na construção da identidade do povo pernambucano e também a representatividade das mulheres no fortalecimento e na disseminação da cultura”, diz Maria Porto, integrante do grupo, que é majoritariamente formado por mulheres. O espetáculo Pernambucanas é assinado pelo professor Pedro Pernambuco, do Balé Popular do Recife.

O grupo Destramelar surgiu em agosto de 2015, através da vontade de algumas das atuais integrantes - especialmente da fundadora do grupo, Natália Soares - de retomar o contato com a dança popular. Segundo Maria Porto, em três anos, a companhia amadureceu e difundiu para o mundo o rico arsenal de manifestações artísticas de Pernambuco e do Nordeste. “Podemos dizer que o grupo surgiu da vontade de viver, apoiar e disseminar a cultura, além de desfrutar de todos os benefícios e alegrias da dança”, pontua.

OUTUBRO ROSA
No mês da conscientização e prevenção contra o câncer de mama, o Destramelar decidiu apoiar o espetáculo Magna - A dança que cura, revertendo o valor arrecadado com a bilheteria para o Hospital de Câncer de Pernambuco. Abordando a doença oncológica, de forma leve, poética e alegre, Magna será apresentado no dia 17 de outubro, no Barreto Júnior, também como parte do Quartas da Dança. “Sempre que possível, procuramos apoiar as causas em que acreditamos. A temática do câncer de mama se fortaleceu com a notícia de que a dançarina Cris Galdino estava com a doença. Em parceria com Pedro Pernambuco ela criou esse espetáculo, cuja bilheteria também será integralmente revertida para o HCP”, explica Maria. “Resolvemos aderir à causa para fortalecer a divulgação da campanha e aumentar a contribuição com a doação da bilheteria dos espetáculos”, completa. Embora as referidas manifestações artísticas sejam o ponto forte da ação, é possível colaborar com a causa através de uma doação online no site Catarse.

Serviço
Espetáculo Pernambucanas, do Destramelar 
Quando: Quartas-feiras, 03 e 10 de outubro, às 20h 
Onde: Teatro Barreto Júnior (Rua Estudante Jeremias Bastos, s/n, Pina) 
Quanto: R$ 20 e R$ 10 (meia) 
Informações: 3355-6398


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.