Teatro Espetáculo 'Próxima' estreia no Teatro Hermilo Borba Filho nesta quinta-feira A peça marca os 40 anos de carreira da atriz Cira Ramos

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 26/09/2018 01:19 Atualizado em: 26/09/2018 01:26

Foto: Leila Freitas/Divulgação
Foto: Leila Freitas/Divulgação

Nesta quinta-feira (27), o Teatro Hermilo Borba Filho, localizado no Recife Antigo, no centro da cidade, recebe a estreia do espetáculo “Próxima”, estrelado pela atriz Cira Ramos, que celebra os 40 anos de carreira. A peça será apresentado também no dia 28 de setembro e nos dias 4,5 e 6 de outubro, sempre às 20h. Os ingressos custam R$ 40 (inteira) e R$ 20,00 (meia), disponíveis no dia da apresentação, na bilheteria do teatro, a partir das 18h. 
 
No palco, a atriz dá corpo, voz e vida ao monólogo que retrata com muito humor, a transitoriedade da vida por meio de ciclos de inícios, fins e recomeços. A busca incessante do ser humano pela “próxima cena”. Os desafios de envelhecer em qualquer das profissões, traçando um paralelo com a vida exaustiva da mulher contemporânea e as dificuldades de viver a arte. Um prato saboroso de reflexão em meio às dificuldades políticas e econômicas em que o país atravessa.

Foto: Leila Freitas/Divulgação
Foto: Leila Freitas/Divulgação

O texto parte da compreensão do teatro enquanto resistência e sugere um “umbral”, onde o tempo é inflexível para os próximos desafios. Nesta caminhada, a personagem é pressionada por todos os lados, em um emaranhado de sentimentos, brigando com as lembranças que ora faz rir, ora incomoda. A grande reflexão neste trabalho dirigido por Sandra Possani é, sobretudo, a força motriz que faz as pessoas ocuparem o lugar que querem como artista, como cidadãos e cidadãs e seres humanos. O espetáculo utiliza a linguagem do teatro e do cinema para dar luz a encenação.  


Biografia
A atriz Cira Ramos nasceu no ceará, mas foi em Pernambuco que dedicou boa parte da sua trajetória artística. Das quatro décadas de aplausos, três foram em solos pernambucanos. Autodidata, sempre buscou o aprimoramento e participação em cursos com nomes importantes do teatro nacional como Fernando Augusto, Karen Dormien Mellone, João Mota, Antunes Filho, Zelito Vianna, Ivaldo Bertazzo, Maria Lucia Pereira e Celina Sodré, entre outros. Atuou em mais de 40 espetáculos e a partir da década de 1990, passou também a produzir, juntamente com o marido Fernando Lobo e mais recentemente, se lançou à direção, com o espetáculo Em Nome do Pai, de Alcione Araújo. Multifacetada, a atriz, também bebeu e serviu na linguagem da dança e do audiovisual, assinando grandes roteiros para espetáculos. 

No campo da Gestão Pública, foi diretora do Teatro de Santa Isabel, do Teatro Luiz Mendonça, do Teatro Barreto Júnior e Gerente de Artes Cênicas da Fundação de Cultura da Cidade do Recife. Atualmente, trabalha na Companhia Editora de Pernambuco (SEPE) no setor de Digitalização e Guarda de documentos públicos. 


Serviço:
Espetáculo Próxima
Quando: 27 e 28/09 e 04, 05 e 06/10 
Onde: Hermilo Borba Filho. Cais do Apolo , 142, Recife Antigo.
Horário: 20h
Classificação: 14 anos
Entrada: R$ 40 (inteira) e R$ 20,00 (meia), disponíveis na bilheteria do Teatro, a partir das 18h. 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.