Cultura Cinemateca Pernambucana é acessível para pessoas cegas e surdas Espaço amplia a acessibilidade com piso podotátil e vistas guiadas

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 22/09/2018 10:00 Atualizado em:

Sessão Alumiar exibe o longa brasileiro Colegas, de Marcelo Galvão. Foto: Divulgação
Sessão Alumiar exibe o longa brasileiro Colegas, de Marcelo Galvão. Foto: Divulgação

A Cinemateca Pernambucana, localizada na Fundação Joaquim Nabuco, em Casa Forte, amplia sua acessibilidade e torna seu espaço físico adaptado para receber pessoas cegas, de baixa visão, surdas e ensurdecidas. A partir da terça-feira (25), o local contará com piso podotátil e vistas guiadas com audiodescrição e Libras, levando pessoas com deficiências sensoriais a desfrutar de todo o conteúdo disponível do acervo. 

A Cinemateca, que fica no primeiro andar do Edifício Gil Maranhão (Avenida Dezessete de Agosto, 2187, Casa Forte), conta com filmes pernambucanos traduzidos em três modalidades de acessibilidade comunicacional - Audiodescrição (AD), Língua Brasileira de Sinais (Libras) para pessoas surdas e Legenda para surdos e ensurdecidos (LSE). Além do elevador que dá acesso ao local, a instalação do piso podotátil possibilitará que pessoas cegas, com baixa visão e mobilidade reduzida se orientem e locomovam com independência por todo ambiente.

A inauguração contará com uma programação especial. Às 14h30 haverá uma visita guiada com audiodescrição e Libras pelo espaço, e às 15h30, a Sessão Alumiar exibe com AD, Libras e LSE, o longa brasileiro Colegas, de Marcelo Galvão. O filme narra a jornada cheia de aventuras de três jovens portadores de Síndrome de Down, que partem em busca dos seus sonhos.

Funcionando desde março deste ano, Cinemateca Pernambucana é um espaço destinado à coleta, catalogação, preservação, formação, pesquisa e difusão das produções do cinema feito em Pernambuco. Além de filmes, reúne acervos como roteiros, cartazes, fichas de produção e fotografias. Seu foco principal é preservação e difusão em formato digital. 

Programação de terça-feira (25):
14h30 – visita guiada com audiodescrição e Libras
15h30 – Sessão Alumiar com o filme Colegas


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.