Agenda Cantor pernambucano Mazo Melo lança primeiro disco autoral com festa Artista divulga Pela Contramão com enredo de luta pela igualdade, respeito das minorias e a preservação das raízes

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 21/09/2018 14:12 Atualizado em: 21/09/2018 13:44

No disco Pela Contramão, Mazo divide parceria com alguns compositores pernambucanos. Foto: Divulgação
No disco Pela Contramão, Mazo divide parceria com alguns compositores pernambucanos. Foto: Divulgação

Os percalços da vida deixam marcas que, ao invés de imobilizar, devem servir para dar força para as novas pelejas. Não fosse essa compreensão, o cantor e compositor Mazo Melo, com 25 anos de carreira, não estaria lançando Pela Contramão, seu primeiro CD autoral, com composições que expõem a força e a espiritualidade de todos que acreditam na persistência. O artista promove lançamento duplo com evento nesta sexta-feira (21), às 20h, no Casato Bistrô (Av. Rui Barbosa, 1503, Jaqueira) e em seguida, noite de autógrafos na próxima quarta-feira (26), às 19h30h, na Passadisco.

O recifense Mazo Melo, 52 anos, começou na música participando de festas, até fundar a banda Pau Pereira, nos anos 1990. Neste grupo, fez diversas apresentações no carnaval, São João, Festival de Inverno de Garanhuns e em Miami (EUA), além de abrir para artistas como Zélia Duncan, Marina Lima, Martinho da Vila, Guilherme Arantes. Atualmente, ele integra a banda Seu Rodolpho, com um EP gravado e diversas apresentações, entre elas no Teatro de Santa Isabel com Lenine, Zé Renato (Boca Livre), Pedro Luiz, Spok, dentre outros.

No disco Pela Contramão, Mazo divide parceria com alguns compositores pernambucanos e traz enredo de luta pela igualdade, respeito das minorias e a preservação das raízes locais. Em onze faixas, gravadas ao vivo em uma granja em Aldeia, o artista mescla ritmos como afoxé, pop e jazz. A primeira é Dá no Mesmo (Mazo Melo e Dinho PP), onde aponta que "tudo é uma questão de fé". Cinco composições são de Mazo Melo com Marcos Varaze: Eu e EuA EssênciaPela ContramãoNo silêncio do meu quarto e O medo e o morro. Completam a obra Negro Rei (Mazo Melo e Lucas Crasto), Na esteira (Mazo Melo) e as românticas O que vem do amor vigora (Mazo Melo e Don Tronxo), Zaritê e Se não é amor. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.