Obra Conversa com Roseann Kennedy entrevista vocalista do Biquini Cavadão Bruno Gouveia prepara o lançamento do livro É Impossível Esquecer Você

Por: Agência Brasil

Publicado em: 16/09/2018 20:39 Atualizado em: 16/09/2018 20:42

O vocalista do Biquini Cavadão, Bruno Gouveia, prepara o lançamento do livro É Impossível Esquecer Você, autobiografia que mescla as mais de três décadas de história da banda com a vida pessoal do artista. Bruno contou detalhes do projeto ao programa Conversa com Roseann Kennedy, que vai ao ar esta segunda-feira (17), às 21h15, na TV Brasil.

“Eu começo dizendo na primeira página que a vida é como um barco no meio do oceano. Ou você pega remos e começa a remar, com todas as forças do mundo, descendo ondas e tudo para chegar aonde você quer, ou você iça a vela dos barcos e deixa o vento te levar. Termino dizendo que eu segui a segunda opção”, relata o cantor.

Bruno Gouveia acredita que cada cidadão tem as rédeas do próprio destino. “Talvez o destino coloque as encruzilhadas mas as opções são nossas”, aposta o artista. Nos anos 1980, ele decidiu abandonar o curso de engenharia, quando viu que a agenda de shows obrigava-o a decidir entre as duas profissões.

A maior peça que a vida lhe pregou, porém, foi uma tragédia. Em 2011, Bruno perdeu o filho de 2 anos e 10 meses e a ex-mulher num acidente aéreo. Sobre o assunto, ele fala com resiliência e diz o que pensava à época. “Muitas pessoas passam pelo que eu passo. Às vezes com acidente, às vezes com violência, às vezes com coisas piores. É saber lidar, ter calma de entender, aceitar mais do entender, e seguir adiante”, conclui.

Bruno conta que teve dificuldades para retomar as gravações após o acidente. “Fui umas quatro vezes para o estúdio. Eu chegava lá, gravava, passava o segundo take e eu falava: não vai ser hoje. E voltava. Até um dia que eu disse estou preparando para gravar, vou colocar a emoção certa na dose certa. Porque não queria de forma alguma que o disco fosse um disco triste. A gente não podia transformar aquilo num espetáculo do meu drama pessoal.”

O disco Roda Gigante só saiu em 2013. Todas as músicas foram compostas antes do acidente e nada tinham a ver com o drama pessoal do artista, mas ele observa que todas também pareciam dizer alguma coisa. A qualidade logo foi reconhecida. A música título foi indicada ao Grammy, numa disputa com Gilberto Gil, Djavan, Caetano e Roberto Carlos.

Atualmente, Bruno viaja o país com o show As Voltas que o Mundo Dá, trabalho com tom confessional da banda e músicas que relatam, por exemplo, as histórias românticas dos componentes. “Tem gente que fala que a minha vida é um livro aberto. Nossa vida é um CD para ser ouvido”, compara.

Bruno também acabou de gravar com a banda o disco Ilustre Guerreiro, com todas as músicas em homenagem a Herbert Vianna, dos Paralamas do Sucesso. O amigo tem grande importância na história do Biquini Cavadão e foi, inclusive, quem escolheu o nome do grupo. O disco deve sair no fim do ano.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.