Internet Conheça Byanka Nicoli, a pernambucana 'rainha dos áudios do WhatsApp' Natural de Nazaré da Mata, a digital influencer ganhou fama na comunidade LGBTI local e agora investe em carreira musical

Por: Emannuel Bento - Diario de Pernambuco

Publicado em: 05/09/2018 16:57 Atualizado em: 08/09/2018 14:15

Byanka conta com mais de 65 mil seguidores no Instagram. Foto: Giovanni Costa/Divulgação
Byanka conta com mais de 65 mil seguidores no Instagram. Foto: Giovanni Costa/Divulgação

Não é novidade que a internet tem viabilizado novas rotas para o estrelato, mas a forma como a pernambucana Byanka Nicoli viralizou nas redes ainda é motivo de curiosidade. Moradora do município de Nazaré da Mata, no interior do estado, a mulher trans de 29 anos ganhou fama na comunidade LGBTI local com áudios que estão circulando em conversas do WhatsApp, o aplicativo de mensagens instantâneas mais popular do país. Para ouvir algumas gravações, 
"Eu tou tão preocupada, 'vi'?", "Minhas meninas", "Vai 'vi', depois tu me diz" e "Conversa com a gente, faz amizade" são alguns dos bordões que passaram a ser utilizados como "emojis sonoros". O dialeto da pernambucana é recheado de gírias do universo LGBTI e de algumas palavras que ela mesma criou. Em geral, é possível dizer que os áudios de Byanka conquistaram a internet por três características: humor, espontaneidade e sinceridade.

Após receber apelidos como "rainha dos áudios" e "voz do WhatsApp", ela passou a investir na carreira de digital influencer. Atualmente, conta com 65 mil seguidores no Instagram, é convidada para fazer participações especiais em eventos e agora se aventura em carreira musical no brega-funk. Nesta quinta-feira (6), véspera de feriado, Byanka Nicoli comanda a festa Jungle no Bar do Céu, localizado na Boa Vista. No sábado (8), fará uma apresentação de abertura na festa Carola, no Catamarã - a atração principal é a drag queen Gloria Groove.

Foto: Giovanni Costa/Divulgação
Foto: Giovanni Costa/Divulgação
Em entrevista ao Diario de Pernambuco, Byanka conta que tudo começou de forma espontânea. "Eu mandava os áudios em um grupo com amigos íntimos, mas eles repassavam as gravações sem eu saber. Do nada, muitas pessoas começaram a vir nas minhas redes para dizer 'Oi Byanka, eu escuto todos seus áudios'. Eu comecei a entender e achei engraçado". O primeiro viral foi um áudio em que ela convida os amigos para o aniversário de uma colega: "Amanhã vai ser babado, viado. A piscina de Nininha. Rafael vai cantar e a entrada é R$ 12. Vai ser close viu. Só GLS".

"Meu cotidiano hoje em dia está muito agitado. Eu tenho que estar atendendo os fãs, sempre tento dar atenção para todos. Estou me sentindo uma pessoa reconhecida, sou muito bem recebida nos lugares. Acho que as pessoas gostam de tudo isso por conta da minha sinceridade, me acham engraçada. E esse é o meu maior desejo: alegrar o dia a dia dos meus seguidores".

Byanka acredita que, por ser mulher trans, pode ajudar a dar visibilidade para essa minoria. "Eu fico feliz porque isso tudo quebra um preconceito da sociedade. Acho que minha fama pode sim ajudar em uma maior aceitação das trans. Tanto que até 'héteros' já começaram a me seguir e a falar minhas frases".

ALÉM DO WHATSAPP
Hoje, a principal plataforma de Nicoli é o Instagram (@byankanicoli). "Nos Stories, eu faço vídeos sobre momentos pessoais da minha vida. Na linha do tempo, eu posto mais fotos e alguns vídeos de humor", explica a digital influencer, que também passou a compor o mailing de marcas e receber produtos.

Desde abril, a celebridade é convidada como presença VIP em eventos voltados ao público LGBTI em municípios do estado - Recife, Garanhuns e Caruaru são alguns exemplos. Byanka também fez diversas participações em programas da TV Jornal. No Interativo, por exemplo, apareceu três vezes. A participação mais recente foi sendo recepcionista do aniversário da apresentadora Dani Monteiro.

MÚSICA
A pernambucana sempre flertou com a cena brega ao gravar áudios enquanto ouvia faixas do ritmo. Também publica fotos com artistas desse universo, a exemplo de Priscila Senna (Musa do Calypso), Eduarda Alves, Tayara Andreza, Raphaela Santos (vocalista da banda A Favorita), Troinha e MC Elvis. Para consolidar sua presença nas festas, lançou a canção Então vamos, um brega-funk produzido por Fabrega. A letra, que reúne diversos bordões da intérprete, foi assinada por Kira e Felipe Guedes.

Em agosto, recebeu uma proposta de MC Lekinho Campos para realizar uma colaboração. "Ele me achou mega engraçada, adorou minha voz e quis gravar a música comigo", explica. O resultado foi Bichinha maluca (prod. DJ Barca, letra de MC Lekinho), sua atual música de trabalho disponível na página de Thiago Gravações no YouTube, um dos principais canais voltados ao brega. "Essa é mais para momentos de baixaria mesmo. Nos meus shows, também apresento músicas de outros artistas que estão na mídia". Nicoli quer fazer mais canções, mas encontra algumas dificuldades por falta de tempo. "Eu mantenho um emprego e moro no interior, então complica um pouco".

MODA
Byanka Nicoli inspirou a coleção Ensaios, da marca de roupas Filtro Store. As estampas das blusas levam bordões como "Troca esse teu rosto" e "Correta". "A Ensaios tem uma vibe bem pop e dos anos 1990, mas eu quis dar um ar mais local. Para isso, procurei algo bem humorado e despretensioso, e aí é que entra a Byanka. Ela se encaixa perfeitamente com esse universo", explica Fernando Monteiro, diretor criativo da marca. As peças estão à venda na função direct do Instagram (@filtrostore).

Ouça as músicas:



Confira as participações na TV:



SERVIÇOS

Festa Jungle
Onde: Bar do Céu (Rua das Ninfas, 84, Boa Vista)
Quando: quinta-feira (6), a partir das 21h
Quanto: R$ 10 (promocional), R$ 15 (duas entradas), R$ 20 (consumação), à venda no sympla.com.br/jungle-com-byanka-nicoli__350863

Carola/PopLine, com Gloria Groove
Onde: Espaço Catamaran (Cais das Cinco Pontas, Santo Antônio)
Quando: 8 de setembro (sábado), às 23h
Quanto: R$ 60 (pista), R$ 50 (pista social), R$ 100 (open bar, esgotado) e R$ 50 (Meet & Greet com Gloria Groove), à venda no sympla.com/carolapopline, nas lojas Delikata, Layer e Robot Rock.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.