Música Em turnê, Brasil de Tuhu apresenta concerto em Ipojuca Com dez anos de atuação, o Brasil Tuhu estará em 10 cidades de 6 estados brasileiros e realizará 52 concertos didáticos para 10 mil crianças

Por: Diario de Pernambuco

Publicado em: 21/08/2018 21:40 Atualizado em: 21/08/2018 21:45

Chiara Pinnola. Foto: Divulgação
Chiara Pinnola. Foto: Divulgação
O novo Quarteto Brasil de Tuhu está em turnê e apresentará um concerto na próxima terça-feira (28) em Ipojuca. Liderado pela violinista venezuelana e diretora pedagógica do programa Carla Rincón, o Quarteto Brasil de Tuhu –formado também por três jovens musicistas, Chiara Pinnola, 23 anos, no segundo violino, Gabriel Vailant, 22 anos, na viola e Matias Roque, 23 anos, no violoncelo – patrocinado pela Wilson Sons, realizará 52 concertos didáticos, para 10 mil crianças. 

Com dez anos de atuação, o Brasil Tuhu estará em 10 cidades de 6 estados brasileiros são eles: Rio de Janeiro e Niterói (RJ), Rio Grande (RS), Ipojuca (PE),Salvador e Camaçari (BA), Belém (PA), Guarujá, Santos e Santo André (SP).

O roteiro do Concerto Didático desenvolvido, especialmente para crianças de 6 a 12 anos, se baseou no antológico 'Guia Prático' (1932), de Heitor Villa-Lobos, e ganha um charme a mais com a participação da atriz e cantora Maria Ceiça e do boneco Tuhu. Eles ensinam noções básicas dos elementos da música, além de apresentar instrumentos que compõem um quarteto de cordas e também ensinam sobre o que é ritmo, melodia e harmonia. 

Após os Concertos Didáticos os alunos participantes recebem o gibi O Brasil de Tuhu, com história e jogos de musicalização. O programa segue nas escolas por meio de um kit com materiais pedagógicos de musicalização exclusivos, que é entregue a um "guardião" - uma pessoa indicada pela escola para continuar estimulando a musicalidade dos alunos. O guia contém diversos materiais educativos, como as Guias Didáticas, CD Brasil de Tuhu – Volume I, DVD com video aulas e podcasts entre outros.

“A gente trabalha com a ideia de que a música é uma importanteferramenta de transformação, individual e coletiva também. Ajuda a estimular e aprimorar asensibilização, a sociabilização, a concentração e a aprendizagem, e por isso o contato com ela nas escolas é essencial”, conta Paula Sued, sócia e diretora de projeto da Baluarte Cultura, realizadora do programa em parceira com Carla Rincón.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.