Tecnologia Evento gratuito com representantes de estúdios nacionais e internacionais discute mercado de games Programação será realizada no sábado (18), às 14h, na Livraria Cultura do RioMar

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 14/08/2018 16:01 Atualizado em: 14/08/2018 15:35

Arte conceitual de Arani, título em desenvolvimento por estúdio pernambucano. Foto: Diorama Digital/Divulgação
Arte conceitual de Arani, título em desenvolvimento por estúdio pernambucano. Foto: Diorama Digital/Divulgação

Desenvolvimento e mercado local são foco do evento Recife no cenário mundial de games, que será oferecido no sábado (18), às 14h, na Livraria Cultura do RioMar (Av. República do Líbano, 251, Pina). Realizada pela Saga, rede de escolas dedicada ao segmento, a programação é gratuita e as inscrições podem ser feitas pelo site saga.art.br/mercado. Entre os palestrantes, profissionais dos estúdios pernambucanos BlackZebra e Diorama Digital, e também na norte-americana Epic Games. 

A primeira palestra será comandada por Dalton Galvão, sócio da BlackZebra, que vai falar sobre a indústria de outsourcing e o mercado de trabalho em Recife, além de dar dicas sobre a montagem de portfólio. Na sequência, Everaldo Neto, diretor de arte da Diorama Digital, contará como foi a participação do estúdio no desenvolvimento do jogo Horizon Zero Dawn, título da Guerrilla Games exclusivo para Playstation 4. O convidado também vai comentar sobre o desenvolvimento do vindouro Arani, uma das produções contempladas no primeiro edital da Ancine dedicado a jogos eletrônicos, em 2017. O jogo receberá aporte de R$ 975.475. 

Encerrando a programação, Paulo Souza, evangelista tecnológico da Epic Games, falará sobre a Unreal Engine, o mercado de jogos de Recife e boas práticas para o desenvolvimento de games. 

"Recife é um dos maiores polos tecnológicos do país, onde grandes empresas estão instalando fábricas e centros de pesquisa e abrindo novas frentes de trabalho", diz Alessandro Bomfim, CEO e fundador da Saga. "A criatividade, versatilidade e força criativa do brasileiro são muito bem vistos internacionalmente. Com mais informação e capacitação, as chances de se posicionar no mercado de trabalho ficam ainda maiores", acrescenta. 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.