overdose Demi Lovato teria usado mesma substância que matou Prince, diz TMZ Depois de descartar a informação de que a overdose da cantora teria sido por conta do uso de heroína, o site informa que ela usou uma combinação de substâncias, entre elas, fentanil

Por: Correio Braziliense

Publicado em: 14/08/2018 11:50 Atualizado em:

Foto: AFP / ANGELA WEISS
Foto: AFP / ANGELA WEISS
Quase um mês após a overdose da cantora Demi Lovato, ainda surgem informações sobre que entorpecente teria causado o quadro da artista. Depois do uso de heroína ter sido descartado pela família, a notícia agora, segundo o site TMZ, é de que a estrela teen teria feito uso de uma combinação de oxicodona com fentanil.

Fentanil foi a droga que causou as mortes por overdose de Prince, em abril de 2016 em Chanhassen (EUA), e Lil Peep, em novembro do ano passado em Tucson (EUA).

De acordo com o que fontes próximas à artista disseram ao TMZ, um traficante teria ido até a casa de Demi Lovato, em Los Angeles, para entregar a combinação das drogas e teria fugido após notar que a cantora estava na cama respirando de forma pesada. Ela teria sofrido a overdose minutos depois. Demi Lovato ficou duas semanas em um hospital na Califórnia até que seguiu para reabilitação.

Na semana passada, a cantora se pronunciou pela primeira vez desde a internação. Pelas redes sociais, ela admitiu os problemas relacionados ao vício em álcool, drogas e medicamentos e falou sobre o tratamento. “Agora preciso de tempo para me curar e para focar na minha sobriedade e no caminho para a recuperação. O amor que todos vocês demonstraram nunca vai ser esquecido e espero pelo dia em que possa dizer que atravesse para o outro lado”, escreveu. 

Por conta do problema, os shows de Demi Lovato no Brasil e no restante da América do Sul marcados para novembro foram cancelados.


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.