Cinema Cine Ceará: Petra é o grande vencedor e curta pernambucano Nova Iorque é destaque da categoria Coprodução europeia foi o Melhor Longa-metragem, enquanto filme gravado em Serra Talhada foi o Melhor Curta-metragem

Por: Breno Pessoa

Publicado em: 11/08/2018 22:44 Atualizado em: 11/08/2018 23:10

[FOTO2]
O 28º Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema chegou ao fim na noite deste sábado, consagrando  o filme Petra, de Jaime Rosales, como principal ganhador entre os longas-metragens da mostra competitiva. O pernambucano Nova Iorque, de Leo Tabosa, foi o grande ganhador entre os curtas, arrebatando o Troféu Mucuripe, eleito pelo júri oficial da mostra, e vencendo também do Prêmio da Crítica, concedido pelo júri da Abraccine.


Coprodução Espanha-França-Dinamarca, Petra, levou o Troféu Mucuripe nas categorias de Melhor Longa-metragem, Melhor Direção (Jaime Rosales), Melhor Roteiro (Jaime Rosales, Michel Gaztambide e Clara Roquet) e Melhor Ator (Joan Botey). Confira a crítica aqui.

Curta pernambucano tem Hermila Guedes no elenco. Foto: Cine Ceará/Divulgação
Curta pernambucano tem Hermila Guedes no elenco. Foto: Cine Ceará/Divulgação

Para o Prêmio da Crítica, o júri concedeu o prêmio a Nova Iorque "pelo equilíbrio entre a construção lúdica da infância e a aspereza atrelada à perda da inocência, e pela organicidade dos trabalhos de fotografia, som e direção de arte, além da criatividade narrativa de seus quadros". O curta-metragem pernambucano recebeu, ainda, o Prêmio Mistika (R$ 14.000, em serviços) e Prêmio Cia Rio (R$ 27.000,00 em locação de equipamentos de iluminação, acessórios e maquinaria da empresa Naymar). Leia mais sobre a produção aqui


Confira a relação completa dos vencedores:
 


MOSTRA COMPETITIVA BRASILEIRA DE CURTA-METRAGEM

Troféu Samburá - Melhor diretor de curta-metragem: Guilherme Gehr, por Plantae
Troféu Samburá - Melhor Curta-metragem: O Vestido de Myriam, de Lucas Rossi
Olhar Universitári - O Vestido de Myriam, de Lucas Rossi
Prêmio Aquisição Canal Brasil: O Vestido de Myriam, de Lucas Rossi
Prêmio da Crítica: Nova Iorque, de Leo Tabosa

JURI OFICIAL
Melhor Produção Cearense: A Canção de Alice, de Barbara Cariry
Melhor Roteiro: Sabrina Garcia, por Só Por Hoje
Melhor Direção: Lucas Rossi, por O vestido de Myriam
Melhor Curta-metragem: Nova Iorque, de Leo Tabosa

MOSTRA COMPETITIVA IBERO-AMERICANA DE LONGA-METRAGEM

Prêmio da Crítica: Petra, de Jaime Rosales
Olhar Universitário: O Barco, de Petrus Cariry
Melhor Ator: Joan Botey, por Petra
Melhor Atriz: Natalia Aragonese, por Cabras de Merda
Melhor Direção de Arte: Carlos Garrido, por Cabras de Merda
Melhor Trilha sonora original: João Victor Barroso, por O Barco
Melhor Som: Yures Viana, Erico Paiva e Petrus Cariry, por O Barco
Melhor Montagem: Raphaelle Martin-Holger, por Diamantino
Melhor Fotografia: Petrus Cariry, por O Barco
Melhor Roteiro: Jaime Rosales, Michel Gaztambide, Clara Roquet, por Petra
Melhor Direção: Jaime Rosales, por Petra Melhor Longa-metragem: Petra

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.