Web Carlinhos Brown visita Terreiro Xambá em Olinda: 'Comunidade de paz' Artista elogiou o trabalho realizado no terreiro e defendeu as religiões de origem africanas

Publicado em: 10/08/2018 17:59 Atualizado em:

"Deus não concorda com o separatismo", afirma o músico. Foto: Instagram
"Deus não concorda com o separatismo", afirma o músico. Foto: Instagram


No Recife para show do Tribalistas, o cantor e compositor Carlinhos Brown visitou o Terreiro Xambá, na tarde desta sexta-feira (10), em Olinda. O artista compartilhou um vídeo no momento da visita no Instagram e escreveu mensagem elogiando o trabalho realizado no terreiro. Além disso Brown defendeu as religiões de origem africanas, que muitas vezes são alvos de preconceito e intolerância. O artista conheceu o espaço liderado pelo pai Ivo, que mantém diversos trabalhos sociais ao longo do ano. 

"Hoje estive no Terreiro de Xambá e pude vislumbrar algo que aconselho muito os Brasileiros virem conhecer. Muitas vezes a gente tem estranhamento, mas quando você se depara com o sagrado, realmente é uma surpresa para a alma muito prazerosa. Deus se manifesta nos puros, no diálogo, onde há amor. Onde há a família, realmente te disciplina. Encontrei crianças tocando tambores e com toques que jamais havia visto e com tantos anos de experiência que tenho em percussão. Mas também Xambá é único e no último mês eu estive em Savalu sob a liderança do Doté Amilton. E aqui hoje, no Xambá sob a liderança do babalorixá Ivo", escreveu. 

Na noite desta sexta-feira, Carlinhos Brown se une a Arnaldo Antunes e Marisa Monte para apresentação da turnê inédita Tribalistas Tour, às 21h, no Centro de Convenções. 

Leia: Marisa, Brown e Arnaldo trazem show inédito ao Recife:'Tribalistas é música de cura'

Confira:

Hoje estive no Terreiro de Xambá e pude vislumbrar algo que aconselho muito os Brasileiros virem conhecer. Muitas vezes a gente tem estranhamento, mas quando você se depara com o sagrado, realmente é uma surpresa para a alma muito prazerosa. Deus se manifesta nos puros, no diálogo, onde há amor. Onde há a família, realmente te disciplina. Encontrei crianças tocando tambores e com toques que jamais havia visto e com tantos anos de experiência que tenho em percussão. Mas também Xambá é único e no último mês eu estive em Savalu sob a liderança do Doté Amilton. E aqui hoje, no Xambá sob a liderança do babalorixá Ivo. E o que quero dizer é que esse país continua sagrado e consagrado e o desejo de liderança naqueles que antes de haver organizações não governamentais, cuidou dos enfermos, deu o primeiro carrinho, a primeira boneca na comunidade. Não espera o natal para que se sacie a fome. Dá comida o tempo inteiro e procura ajudar o outro. Acho que essas pessoas estão muito próximas a Deus. E quem não está, busca dicotomias e uma forma de se apoderar do que até não conhece. Deus não concorda com o separatismo e o que eu conheço como o mal, provém de quem planta a discórdia. Essa antagônica visão de Deus, do diabo e do bem e do mal que inflige muito em atrapalhar o homem, embora eu acredite no caminho do bem e do amor, também posso dizer que o diabo está naquele que provoca discórdia. Rabino, Babalorixá, Doté e Pastor, todos tem o mesmo sentido, todos são condutores da ovelha e se as ovelhas estão se debatendo, é sinal de que os seus líderes precisam repensar como conduzir o seu rebanho. Não tem nada que Deus não tenha feito. Falta o homem compreender isso e manter a paz. Zara tempo tem dó de nós babá okê!

Uma publicação compartilhada por Carlinhos Brown (@carlinhosbrownoficial) em



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.