Música Após MC Loma ser impedida de fazer shows, produtora tenta regularizar documentação da cantora A Start Music garante que a recifense de 15 anos está matriculada em uma escola, mas não identificou qual a instituição de ensino

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 01/08/2018 09:21 Atualizado em:

Última apresentação da MC em Pernambuco foi na festa Brega Naite. Foto: Thiago Britto/Divulgação
Última apresentação da MC em Pernambuco foi na festa Brega Naite. Foto: Thiago Britto/Divulgação

Uma exigência da Vara Regional da Infância e Juventude em Pernambuco causou o cancelamento de dois shows da MC Loma e As Gêmeas Lacração no Recife. A portaria número 004, do ano de 2011, disciplina a participação de criança ou adolescente em espetáculos públicos e certames de beleza e institui uma série de regras a serem cumpridas para a devida regularização. Uma delas é a declaração de matrícula e frequência das aulas, firmada pelo estabelecimento regular de ensino. 

Foi justamente o que faltou na documentação de Paloma Roberta Silva Santos, 15 anos, para se apresentar na festa Preparada, marcada para o dia 15 de setembro, no Clube Metrópole, situado no bairro da Boa Vista, e no dia seguinte, no Trio da Metro, na Parada da Diversidade, em Boa Viagem. Os empresários de Loma, no entanto, garantem que ela está frequentando um colégio em São Paulo e que vão regularizar a situação da artista.

De acordo com a Justiça, o Estatuto da Criança e do Adolescente veda a entrada de menores de idade em boates e casas de shows , seja na condição de convidado ou artista, como no caso de Loma. Para cada evento, é necessária autorização, mediante análise de um juiz ou promotor da cidade. No início do ano, duas casas de shows no Recife onde Loma se apresentou foram autuadas. A multa varia de 3 a 20 salários mínimos.

Segundo o comunicado do Grupo Metrópole sobre o cancelamento, a negociação do show foi iniciada em abril e a produtora Start Music, responsável por gerenciar a carreira da MC, garantiu que a presença da artista “estava plenamente autorizada pelos órgãos competentes, com toda a documentação necessária para garantir as apresentações em eventos”. Mas, segundo a Metrópole, “após um mês de incessantes e-mails, telefonemas e mensagens com os produtores da artista, fomos informados pela Start Music que MC Loma não conseguiria regularizar as suas condições de trabalho (...), pois não está sequer frequentando a escola e nem está matriculada, o que lamentamos muitíssimo”, diz o comunicado.

Ao Viver, a representante da Start Music, Isabella Ramos, informou que Loma está matriculada em uma escola em São Paulo, onde mora há seis meses, mas não identificou qual seria a instituição de ensino. Já com relação à documentação, a produtora explica que há um processo em curso e que, assim que a liberação for obtida, MC Loma e As Gêmeas Lacração vão remarcar a agenda de shows na cidade. “Nós comunicamos à casa (Metrópole) sobre a dificuldade em conseguir a liberação dos documentos. Informamos que está em processo e poderia ter risco de ocorrer alguma complicação para eles. Por isso, a apresentação vai ser remarcada, por questão de segurança”, informou. 

Segundo ela, Loma está cursando o nono ano e vai para o 1º ano do ensino médio. “Se em um hospital público demora um ano para conseguir marcar consulta, toda questão burocrática em órgãos públicos são assim, imagine um alvará...”, comentou Isabella, reforçando a postura da empresa em cobrar assiduidade escolar dos artistas mirins. “Trabalhamos há mais de 20 anos no mercado, com vários artistas, e cobramos que eles frequentem a escola”, frisou.

A MC Loma se manifestou nas redes sociais sobre o cancelamento dos dois shows. “Meus anjinhos, eu e as meninas estamos muito tristes de não poder fazer o show na Metrópole. A gente queria muito. É um sonho pra gente. Mas em breve estaremos aí. Não fiquem tristes”, postou.

Outros Vetos
Não é a primeira vez que MC Loma foi impedida de subir ao palco. Ela foi barrada de receber um prêmio na cerimônia do MTV Miaw, em São Paulo, em maio deste ano, por ser menor de idade. O trio venceu a categoria Hino do Karaokê, com o hit Envolvimento, mas não participou da festa, por causa do horário e da restrição de entrada de menores no local. 

Quando foi descoberta nas redes sociais, a primeira vez que MC Loma se apresentou para o público foi através de convite da cantora Anitta, no Olinda Beer deste ano. Loma não cantou por não ter a documentação necessária. Na ocasião, por recomendação do Conselho Tutelar, ela apenas dançou ao som da música Envolvimento.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.