hospitalizada Demi Lovato sofre com complicações de overdose e não tem previsão de alta De acordo com o portal TMZ, Lovato está internada e sente fortes náuseas e febres altas

Por: Correio Braziliense

Publicado em: 31/07/2018 12:22 Atualizado em:

Artista foi internada na última terça-feira (24), por uma suposta overdose. Foto: LISA O'CONNOR/AFP
Artista foi internada na última terça-feira (24), por uma suposta overdose. Foto: LISA O'CONNOR/AFP
Demi Lovato ainda sofre com complicações de uma suposta overdose de drogas, de acordo com o portal norte-americano TMZ. As informações do site, publicadas nesta segunda-feira (30/7), são de que a cantora permanece internada no hospital Cedars-Sinai Medical Center, em Los Angeles, nos Estados Unidos. Segundo a publicação, o estado de saúde de Demi é instável e muito ruim. 

Além disso, fontes próximas à cantora revelaram ao portal que ela sofre com extremas náuseas e febres altas, entre outros sintomas causados pela overdose. De acordo com o TMZ, os médicos de Demi Lovato ainda não decidiram quando a artista terá alta do hospital, mas garantiram: “Ela está sob cuidados de especialistas médicos e espera-se uma recuperação completa”. 

Ainda segundo as fontes do TMZ, Demi Lovato não está saudável o suficiente para debater uma possível reabilitação, e os familiares ainda não discutiram sobre esse assunto com a artista. “Nós apenas não sabemos onde a cabeça dela está”, explicou um dos contatos do portal sobre a dúvida de como Demi receberá a hipótese de reabilitação.
 
A internação em clínicas de recuperação não seria novidade na vida de Lovato. Em 2010, a cantora foi para um centro de reabilitação para tratar de distúrbios alimentares, vício em drogas e automutilação. Em março deste ano, a cantora comemorou seis anos livres de álcool e de outros entorpecentes.

Em outubro de 2017, Demi divulgou, em seu canal do YouTube, o documentário Simply complicated, em que narra a trajetória como pessoa pública e revela como enfrentou problemas como vício em álcool e drogas ilícitas. De acordo com o portal peruano Diário El Comercio, uma segunda parte do documentário sobre a vida da artista seria divulgada ainda este ano, mas foi suspensa pelo YouTube, devido ao estado de saúde de Lovato. O projeto deve receber uma nova data de estreia em 2019.

Demi Lovato foi levada às pressas para o hospital, em Los Angeles, na última terça-feira (24/7), após sofrer uma overdose de drogas. A cantora de 25 anos estava em uma casa, em Hollywood Hills, quando o incidente ocorreu. 


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.