Teatro Espetáculo Renato Russo: O Musical retorna ao Recife para apresentação gratuita O musical com o nome do artista será encenado neste sábado, às 19h, no Parque 13 de Maio

Por: Breno Pessoa

Publicado em: 21/07/2018 09:49 Atualizado em: 21/07/2018 09:55

O espetáculo aborda desde a juventude de Renato Russo à fundação da banda Aborto Elétrico e do Legião Urbana. Foto: Sandro Vox/Divulgação
O espetáculo aborda desde a juventude de Renato Russo à fundação da banda Aborto Elétrico e do Legião Urbana. Foto: Sandro Vox/Divulgação

Alguns artistas continuam bem presentes, mesmo depois que se vão. É o caso de Renato Russo (1960-1996), cuja trajetória dentro e fora da Legião Urbana é relembrada em espetáculo musical com o nome do artista, encenado neste sábado, às 19h, no Parque 13 de Maio (Na altura da Rua Mamede Simões, 111, Boa Vista). Estrelada por Bruce Gomlevsky, a peça reconta os principais momentos da vida do músico, com performance ao vivo dos principais sucessos do grupo. O ator canta acompanhado da banda Arte Profana, percorrendo 22 canções.

Encenado há 12 anos, o espetáculo Renato Russo: o musical, retorna ao Recife uma década após ter sido apresentado em solo pernambucano, no Teatro Guararapes, em 2008.  “Já surpreende quando uma peça fica em cartaz por mais de três meses, imagina assim”, diz Gomlevsky, que já contabiliza 519 apresentações e mais de 350 mil expectadores ao longo desses anos.

“Quero fazer por muito tempo. Ainda estou na idade”, afirma ele, que espera continuar interpretando Renato Russo em paralelo a outros trabalhos, como ator e diretor. Gomlevsky destaca que o espetáculo exige bastante preparo físico, “um fôlego atlético”, nas palavras dele, sobre o esforço de combinar atuação e canto.

Já muito à vontade com o papel (“acho que estou melhorando”, afirma), ele diz não precisar mais ensaiar, apenas realiza as passagens de som com a banda antes de cada apresentação. E como boa parte do público encara o musical como um show, são frequentes os pedidos de bis. Aliás, a apresentação no Recife deve trazer canções nunca utilizadas antes no musical.

O espetáculo aborda desde a juventude de Renato Russo à fundação da banda Aborto Elétrico e do Legião Urbana, além de questões pessoais da vida do artista, como a relação conturbada com as drogas. “Renato é um grande poeta, e é por isso que continua causando comoção nas gerações de hoje. Sua obra gera um impacto enorme na nossa cultura”, afirma Gomlevsky. O protagonista do espetáculo também diz que o músico foi fundamental na sua formação pessoal e profissional.  

Na avaliação do ator, o principal motivo para a manutenção a popularidade do artista é “a qualidade da poesia, da consistência das músicas, que seguem atuais e universais”. Bruce Gomlevsky acrescenta: “Faz falta um artista popular que fale de ética e política”. 

“O que move o espetáculo é a força do Renato e o legado que deixou na Legião Urbana, através das composições, que são a cada dia mais atuais. Os fãs se renovam e hoje temos além de adultos, idosos na plateia”, complementa Bianca de Felippes, produtora do musical e do longa-metragem Eduardo e Mônica, inspirado na canção homônima do grupo e atualmente em produção. Dirigido por Mauro Mendonça Filho, o musical estreou no Rio de Janeiro e já circulou por mais de 40 cidades. A dramaturgia é de Daniela Pereira de Carvalho, iluminação de Wagner Pinto e cenário de Bel Lobo.

O Ator
Prestes a comemorar 25 anos de carreira, Gomlevsky ensaia atualmente monólogo que adapta o livro Memórias do esquecimento (272 páginas, L&PM, R$ 23,90), de Flávio Tavares. Ganhadora do Prêmio Jabuti em 2000 na categoria Reportagem, a obra traz um relato sobre as práticas de prisão e durante a ditadura militar no Brasil. O autor, que participou de movimentos de resistência ao regime na época, foi preso e exilado político. “O teatro tem que focar na contemporaneidade”, comenta o ator, que diz sentir, no momento atual do Brasil, “um cheiro de fascismo”. Além dessa peça, ele trabalha na adaptação da comédia de Molière Tartufo, mas na função de diretor.

Serviço
Renato Russo: O musical
Quando: 21 de julho, 19h (acesso aos assentos a partir das 18h)
Onde: Parque 13 de Maio (Boa Vista, Recife)
Duração: 120 minutos
Recomendação etária: 12 anos
Quanto: Gratuito


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.