Segunda-feira Dia Nacional do Escritor será comemorado na Academia Pernambucana de Letras Evento vai reunir escritores de várias academias. Haverá exposição de livros e doação. A entrada é gratuita

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 20/07/2018 14:05 Atualizado em: 20/07/2018 18:43

Evento acontece nos jardins da academia. Foto: Divulgação
Evento acontece nos jardins da academia. Foto: Divulgação
Para comemorar o Dia Nacional do Escritor, a Academia Pernambucana de Letras promove na próxima segunda-feira (23) em sua sede, às 15h, no bairro das Graças, uma grande festa, aberta ao público. O acadêmico José Paulo Cavalcanti Filho fará a conferência “Água de Bacia e Mar que estronda”. Na ocasião, haverá a participação  dos cantadores Ivanildo Vila Nova, “O Príncipe dos Cantadores” e  Oliveira de Panelas, “O Pavarotti das Cantorias”. 

Nos jardins da instituição, acontecerá uma  feira com exposição de obras literárias de integrantes de várias academias de letras e de escritores do interior como Palmares, Escada, Moreno, Caruaru, Gravatá. Também haverá doação de livros e a revista literária da instituição para o público presente no evento.
      
“A maioria das pessoas veem a literatura como algo sofisticado, de quem é rico em informação, de quem estudou. Eu me proponho a chamar esta cerimônia da APL para um outro tipo de poesia inspirada no membro da Academia Brasileira de Letras, Sílvio Romero, que dizia que a poesia, a literatura, os clássicos eram água de bacia e a dos cantadores é mar que estronda, uma coisa que sai de dentro. Então, nós vamos falar sobre a poesia popular e o papel dos cantadores na disseminação da cultura pelos interiores do nosso Brasil. A arte, a sabedoria e a competência desses cantadores mostrando também que eles fazem a boa literatura”, ressalta o acadêmico José Paulo Cavalcanti Filho.


ACADEMIAS DE LETRAS PARTICIPANTES DA FEIRA:
- Academia de Letras do Brasil;
- Academia de Artes e Letras de Pernambuco;
- Academia de Artes, Letras e Ciências de Olinda;
- Academia de Letras e Artes da Capunga;
- Academia de Letras e Artes de Gravatá;
- Academia Escadense de Letras;
- Academia Morenense de Letras e Artes; 
- Academia Palmarense de Letras;
- Academia de Letras e Artes da Cidade do Paulista; 
- Academia Caruarense de Cultura, Ciências e Letras;
- Academia de Letras de Jaboatão dos Guararapes;
- Academia de Letras e Artes da Cidade do Paulista;
- Academia Pernambucana de Letras.

JOSÉ PAULO CAVALCANTI FILHO: 
Advogado, consultor da Unesco e do Banco Mundial, ex-ministro da Justiça, membro da Academia Pernambucana de Letras, membro da Comissão Nacional da Verdade. É autor de vários livros como “Informação e poder”, “O mel e o fel”, “Adeus Penderama e Outros Escritos”, “Somente a verdade”, e “Fernando Pessoa, uma quase autobiografia” que recebeu os Prêmios Jabuti, Bienal do Livro (Brasília), Revista Algomais (Pernambuco), José Ermírio de Moraes (da Academia Brasileira de Letras) e Dario Castro Alves (em Portugal).

IVANILDO VILA NOVA, “O PRÍNCIPE DOS CANTADORES”: 
Um dos maiores nomes da cantoria e do repente da atualidade, Ivanildo Vila Nova nasceu em -PE. Com mais de 50 anos de carreira e vários prêmios, ele foi um dos responsáveis pela profissionalização da cantoria. A influência de Ivanildo para a disseminação da cantoria em Caruaru é notável na inspiração que representa para as novas safras de poetas. "Vila Nova elevou a cantoria quando trouxe uma análise sociológica com mais lastro. Mas, ele não ficou só nisso. Apesar do lirismo comedido, ele mostra o aspecto social com emoção, com intimismo. Ivanildo sintetiza duas marcas: o regionalismo, que lembra a geração modernista, e a marca do universalismo, de tocar nas questões mais profundas da condição humana", define o jornalista e poeta Jénerson Alves, sobre a obra do repentista.

OLIVEIRA DE PANELAS, “O PAVAROTTI DAS CANTORIAS”:
Poeta, repentista, escritor e cantador. Tornou-se profissional aos 14 anos. Cantou para o Papa João Paulo I, por três vezes para o cantor Roberto Carlos e para presidentes de países estrangeiros a exemplo de Mário Soares e Fidel Castro. Já se apresentou em todo país, foi jurado convidado pela Rede Globo, no Festival MPB-SHELL, tendo seu nome alinhado aos melhores músicos brasileiros. É autor  de vários livros, cordéis, CD’s e DVD’s. Presidiu por 8 anos, a Associação de Poetas Repentistas do Brasil, sediada em João Pessoa. Promoveu do primeiro ao décimo primeiro Encontro Nacional de Poetas Repentistas do Brasil. Abriu espaço para os novos artistas do gênero, sendo considerado um dos maiores representantes da geração de Poetas Cantadores. Tem trabalho reconhecido internacionalmente pela imprensa da Portugal, Cuba, França e Estados Unidos.

DIA DO ESCRITOR NA APL:
- Data: 23.07.2018 (segunda-feira) 
- Horário: 15h
- Local: Academia Pernambucana de Letras (Av. Rui Barbosa, 1596, Graças, Recife-PE. Tel.: 81. 3268-2211)


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.