Música 'A música está mudando a minha vida', diz o pernambucano MC Bruninho, dono do hit Jogo do Amor Recifense de 11 anos vai se mudar para São Paulo e já conta com agenda de shows e apresentações em programas de TV. Confira a entrevista

Por: Emannuel Bento - Diario de Pernambuco

Publicado em: 30/05/2018 10:00 Atualizado em: 01/06/2018 14:19

MC Bruninho conta com mais de 300 mil seguidores no Instagram. Foto: Marlon Diego/DP
MC Bruninho conta com mais de 300 mil seguidores no Instagram. Foto: Marlon Diego/DP

Quem consumia a música brega pernambucana através de rádios e emissoras locais certamente não imaginava que o gênero, originário da periferia, tomaria proporções nacionais e até mesmo internacionais. Enquanto MC Loma e as Gêmeas Lacração confirmam uma turnê na Europa, o recifense MC Bruninho alcançou o terceiro lugar na parada As 50 Virais do Mundo do Spotify com Jogo do Amor, um sucesso que foi mencionado até pelo norte-americano Diplo no Instagram. No YouTube, a canção conta com 60 milhões de reproduções e legendas em inglês para o público estrangeiro.

Lançado a menos de um mês, o hit transformou a vida de Richardson Gomes - real nome do cantor. O menino de 11 anos se mudou do Alto de Santa Terezinha, na periferia da Zona Norte, para um edifício na beira-mar do Janga, no município de Paulista. Foi no hall social do prédio, em uma pausa na brincadeira com os amigos no playground, que Bruninho concedeu uma entrevista ao Viver.


"Minha vida era bem normal. Eu estudava, jogava bola e queria ser jogador, até que cantei para a tia do curso do Compaz", explica. A “tia” é Stephanny Santos, funcionária do centro social que publicava vídeos do garoto cantando nas redes sociais. "Depois de um tempo, o Leo DaJegga do PutzVéi foi me conhecer na minha casa para que eu aparecesse no canal dele. Mas não cantando, só fazendo piada, porque o canal dele é de piada", continua. Foi o youtuber que levou a criança para o estúdio do Batidão Stronda, onde nasceu o hit Jogo do Amor.

"Na primeira vez que cheguei lá ele estava gravando com um monte de gente. Eu tive que esperar, mas valeu a pena", continua o menino, ainda acanhado para lidar com a imprensa. Essa timidez, no entanto, deve acabar em breve: as interações com a mídia certamente vão se intensificar pela repercussão da canção. De acordo com seu empresário, existem negociações para que o MC cante em programas de TV, inclusive na Rede Globo. "Quando a música 'estourou' fiquei muito feliz, alegre. Está tocando no Brasil inteiro, no mundo inteiro. Só tenho a agradecer”.

Recifense de 11 anos cresceu no bairro de Alto Santa Teresinha, na Zona Norte. Foto: Marlon Diego/DP
Recifense de 11 anos cresceu no bairro de Alto Santa Teresinha, na Zona Norte. Foto: Marlon Diego/DP

Acompanhado por Joelson, seu pai, ele já prepara as malas para morar em São Paulo. É na capital paulista que fica localizada a GR6 Eventos, produtora de funk que gerencia a carreira do pernambucano. Lá, ele gravou um novo clipe para Jogo do Amor e uma faixa em parceria com Livinho, que deve ser lançada em breve. "Conheci o Livinho lá em São Paulo, ele é legal. Fomos passear, jogamos futebol, videogame, um monte de coisa". 

Bruninho também se prepara para realizar uma agenda de shows, incluindo uma festa de lançamento do clipe no dia 29 de junho, em São Paulo. O evento irá contar com cerca de 15 funkeiros na programação, incluindo o paulista Brinquedo. O MC mirim admite que a rotina de viagens entre Recife e São Paulo - e que deve expandir para todo o país - é cansativa. "Mas eu gosto. A música está mudando a minha vida".

O NOME POR TRÁS DO HIT

Jogo do Amor é exemplo de uma nova vertente do brega: o batidão romântico. "É um ritmo da Paraíba que eu peguei, misturei com o brega daqui e deu nessa batida safadinha que está pipocada no Brasil todo", diz Guilherme Start, produtor responsável pela música e que atende pelo apelido de "Batidão Stronda". De acordo com ele, vários nomes do brega local já começaram a investir nessa "onda romântica": MC Elvis, Sheldon, Cego e Pedrinho do Recife são alguns exemplos. Em São Paulo, ele já produziu para Livinho e MC Magal. 

"Quando gravei essa música do Bruninho, não imaginava esse sucesso todo. Quando a gente produz no Recife, pensamos que tudo vai ficar preso aqui", conta o produtor, que agora faz parte do time criativo da GR6. A produtora, inclusive, vai abrir uma filial na capital pernambucana para investir nos artistas locais. É um novo momento para o brega. "Fico muito feliz por ajudar a expandir o brega. Tem muita novidade vindo por aí. Só vamos evoluir mais e mais", finaliza Stronda.



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.