• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Quadrinhos Nova HQ traz equipe de jovens heróis adolescentes da Marvel Revista mensal Homem-Aranha & Os Campeões reúne histórias de novo time e também aventuras solo do aracnídeo

Por: Breno Pessoa

Publicado em: 23/04/2018 10:00 Atualizado em: 22/04/2018 21:39

Nova, Miss Marvel e Homem-Aranha são figuras centrais da nova revista mensal. Foto: Panini/Divulgação
Nova, Miss Marvel e Homem-Aranha são figuras centrais da nova revista mensal. Foto: Panini/Divulgação

A minissérie Guerra Civil 2, publicado recentemente no Brasil pela editora Panini, trouxe consequências trouxe consequências para o universo Marvel nos quadrinhos, após uma grande briga que causou cisma entre personagens da editora. Alguns jovens heróis, insatisfeitos com a postura de veteranos como Homem de Ferro e Capitã Marvel, decidiram formar uma nova equipe, vista a partir de agora na revista mensal Homem-Aranha & Os Campeões (Panini, 60 páginas, R$ 8,50).

A revista traz as aventuras solo do Homem-Aranha, no caso, o adolescente Miles Morales, que divide o manto do herói com a versão original do personagem, Peter Parker. Morales, além de trajar um uniforme diferente, preto e vermelho, é dotado de alguns poderes que seu antecessor não tem, como a capacidade de se camuflar e rajadas de veneno. Criado em 2011 pelo roteirista Brian Michael Bendis, Miles Morales, um garoto afrodescendente de raízes latinas, foi um dos primeiros de recente leva de personagens de etnias mais diversas. As histórias publicadas atualmente na revista têm roteiro de Bendis e arte de Sara Pichelli.

Responsável por títulos do Homem-Aranha desde o início dos anos 2000, Bendis conhece bem a mitologia do personagem e, mesmo com um protagonista muito diferente de Peter Parker, mantém a essência original do heroí nas histórias. São aventuras predominantemente leves, bem-humoradas e com boas doses de ação. Nos pincéis desde a estreia de Miles Morales, a co-criadora Sara Pichelli é uma das melhores quadrinistas da Marvel da atualidade e dona de uma arte vívida e dinâmica.

A novidade da revista, a série Campeões (que no Brasil foi batizada de Homem-Aranha & Os Campeões), reúne o aracnídeo e outros jovens heróis da editora, como Miss Marvel (Kamala Khan), Nova (Sam Alexander), Hulk (Amadeus Cho, atual encarnação do personagem) e Viv Visão. Os roteiros são assinados por Mark Waid, enquanto os lápis ficam a cargo de Humberto Ramos. Encabeçada pelo Aranha, Miss Marvel e Nova, dissidentes da equipe Vingadores, o novo time surge como alternativa ao tradicional supergrupo da editora. Discordando das atitudes de heróis como Capitão América e Thor, os jovens decidem formar um novo time no intuito de ter uma relação mais próxima com as pessoas e solucionar questões que por vezes ficam à margem da atuação dos super-heróis veteranos.

Waid transpor bem para os diálogos e ação o ímpeto adolescente dos personagens e transpor os heróis para aventuras simples e próximas da realidade, ao contrário dos conflitos cósmicos e fantásticos que habitualmente povoam as HQs do gênero. A primeira trama, por exemplo, mostra o grupo enfrentando um criminoso que trafica mulheres. Já na edição número 2, Os Campeões auxiliam civis na resistência a um grupo de terroristas no sul da Ásia.

Trazendo um pouco mais de humanidade para as tramas, Mark Waid tenta mostrar, sem muitos exageros, como poderia ser a presença de super-heróis no mundo real, tema já bem explorado pelo autor na clássica minissérie Marvels (1994). Por sua vez, Campeões é um título mais aventuresco e com maior apelo adolescente.

Homem-Aranha & Os Campeões é um dos melhores títulos da Marvel, na atualidade, publicado pela Panini. Equilibrado, o mix reúne duas revistas com propostas, de certa maneira, similares, com personagens jovens que mostram uma faceta mais moderna e diversificada do gênero super-heróico. 

 
 

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.