• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
TV Anitta diz que não convidaria 'pessoas com hanseníase' para programa e irrita entidades de saúde O Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas Pela Hanseníase criou uma petição para que a cantora se retrate publicamente

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 12/04/2018 17:01 Atualizado em:

Atração é exibida nas terças-feiras, às 20h30. Foto: Multishow/Reprodução
Atração é exibida nas terças-feiras, às 20h30. Foto: Multishow/Reprodução

Um comentário feito por Anitta durante o Anitta entrou no grupo, programa comandado pela carioca na Multishow, causou repercussão negativa nas redes sociais. "Eu queria dizer minhas amigas são muito amigas mesmo. Só convido gente que eu amo, não convido gente com hanseníase", disse a cantora ao vivo, antes de começar uma das brincadeiras da atração, exibida nas terças-feiras, às 20h30.

Nesta quarta-feira (11), o Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas Pela Hanseníase (Morhan) e outras entidades estão pedindo que a artista se retrate publicamente. Para isso, iniciaram uma petição na plataforma Change.org. Segundo o movimento, a cantora reforçou preconceitos que levam à exclusão de pessoas com hanseníase. Afinal, a doença tem cura e não há risco de transmissão quando a pessoa está sendo tratada. 

Leia o texto da petição:

"O Movimento de Reintegração das Pessoas Atingidas Pela Hanseníase (Morhan) e as pessoas e entidades abaixo assinadas exigem retratação da cantora Anitta.

Em seu programa no Multishow, Anitta fez uma declaração lamentável, tentando "causar" reafirmando um preconceito infundado contra pessoas atingidas pela doença. Anitta não sabe, porque o desconhecimento de fato é o principal obstáculo à superação da hanseníase no Brasil, mas a cada ano 35 mil novos casos são diagnosticados no país, tornando o Brasil o campeão mundial em novos casos proporcionais da doença.

Essa altíssima incidência em nada é culpa das pessoas atingidas pela hanseníase: é o descaso do poder público, falta de informação e vontade política de resolver a questão e condições de vulnerabilidade social os principais fatores para que ela continue se propagando, mesmo tento cura e tratamento gratuito pelo SUS.

Ao contrário do que a cantora sugere no programa, não há nenhum motivo para se evitar pessoas atingidas pela hanseníase: assim que iniciado o tratamento, a doença deixa de ser transmissível.
Sabe o que as pessoas com hanseníase tem de sobra, Anitta? Muita garra para enfrentar o preconceito e para exigir seus direitos em um país que os nega diariamente. Quem perde ao não querer pessoas com hanseníase em seu programa é você, porque o nosso povo teria muito a ensinar sobre dignidade: protagonizamos a nossa própria luta com muito orgulho.

Nos entristece o fato de que uma mulher de origem periférica reproduza preconceitos, porque o nosso desejo é unir forças contra toda forma de discriminação. Somente unidos podemos superar o machismo, o racismo, a homofobia e o preconceito contra pessoas atingidas pela hanseníase.

Para seguirmos juntos, no entanto, é preciso que Anitta se desculpe e reconsidere a sua posição. Ajude-nos a contatá-la: Anitta, retrate-se!"


Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.