• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
TV Atriz processa estúdio por acidente que a fez levar 70 pontos no rosto Taylor Hickson, que atuou em Deadpool, está processando o Incident Productions por um corte no seu rosto que deixou cicatriz permanente

Por: Agência Estado

Publicado em: 12/03/2018 19:31 Atualizado em: 12/03/2018 18:57

O diretor Pascal Laugier pediu para a atriz socar com força uma porta de vidro temperado. Foto: Instagram/Reprodução
O diretor Pascal Laugier pediu para a atriz socar com força uma porta de vidro temperado. Foto: Instagram/Reprodução

A atriz Taylor Hickson, conhecida por ter participado do filme Deadpool, está processando o estúdio Incident Productions por conta de um acidente grave que ela sofreu na gravação da produção Ghostland, que estreia nos Estados Unidos no próximo dia 14 de março. O ocorrido foi durante uma filmagem realizada em dezembro de 2016. 

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre 

De acordo com o site Deadline, durante a gravação de uma cena do filme, o diretor Pascal Laugier pediu para a atriz socar com força uma porta de vidro temperado e o objeto quebrou, fazendo com que Hickson caísse em cima da porta e causasse um corte no seu rosto que necessitou de 70 pontos e deixou cicatriz permanente no lado esquerdo da sua face. "Tinha muito sangue e uma mulher que trabalhava na produção segurou o meu rosto com guardanapos", disse a atriz para o site.

Siga o Viver no Instagram

Na ação, Hickson alega que a cicatriz fez com que sua carreira praticamente terminasse porque nenhum estúdio a chama para testes por conta da cicatriz. Os advogados de Hickson alegam que o estúdio foi negligente e assumiu o risco que ela se lesionasse ao usar uma porta de vidro fora dos padrões utilizados na indústria cinematográfica e sem ter um dublê no set que pudesse fazer a cena. O site informou que o estúdio ainda não se posicionou sobre o caso.

Acompanhe o Viver no Facebook:



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.