• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Violência Youtuber Ni do Badoque sofre assalto à mão armada no Rio: 'Não desejo a ninguém' Comediante da TV Jornal mostrou marcas da violência na internet

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 17/02/2018 16:38 Atualizado em: 17/02/2018 17:38

Youtuber postou fotos para denunciar a violência sofrida. Foto: Facebook/Reprodução
Youtuber postou fotos para denunciar a violência sofrida. Foto: Facebook/Reprodução


O youtuber e comediante Ni do Badoque, do programa Interativo da TV Jornal, fez uma postagem nas redes sociais para revelar ter sido assaltado e agredido no bairro de Copacabana, no Rio de Janeiro. Ele e um homem identificado como Abdias foram abordados, ele conta, na saída de um restaurante japonês por dois homens armados.

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

"Somos mais uma vítima da violência no Rio de Janeiro. Nos deparamos com dois elementos, que abordou a gente armado. Eu sabendo que o estava ruim a segurança no Rio, não sai em nenhum momento com meu celular, mas Abdias, sim", narrou o youtuber.

Segundo Ni do Badoque, ele tentou fugir do assalto e acabou machucado. "Eles botaram a arma para Abdias, e com o susto saí correndo. Um pegou pela minha camisa por trás, mas aí rasgou e acabei conseguindo correr, caindo no chão, mas consegui escapar. Já Abdias teve que entregar tudo que tinha, dinheiro e celular", complementou.

Ni associou a violência sofrida à situação vivenciada pelo Rio de Janeiro, sob intervenção federal. "Minha gente, o Rio está um caos. Toda hora as pessoas são assaltadas, e dessa vez eu senti na pele".

Ni do Badoque é um dos humoristas mais populares do Recife. Depois de passar pelo Agora é hora, da TV Clube, ele entrou para a TV Jornal. Recentemente, gravou um clipe com MC Loma e as Gêmeas Lacração.

Veja o relato do youtuber:



Acompanhe o Viver no Facebook:




Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.