Apresentação Evento de música no Recife Antigo terá shows gratuitos de Chico César, Bulldozer e Nômade Orquestra Programação do Porto Musical inclui seminários, conferências, rodadas de negócios e oficina de criação

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 01/02/2018 19:51 Atualizado em:

Atrações vão se apresentar gratuitamente no Recife Antigo. Foto: Porto Musical/divulgação
Atrações vão se apresentar gratuitamente no Recife Antigo. Foto: Porto Musical/divulgação

Prestes a dar início ao principal evento do calendário cultural pernambucano, em meio a ensaios de maracatu, acertos de marcha e prévias carnavalescas, o epicentro da folia recifense abre espaço para falar de negócios. De quinta-feira a sábado (1º a 3/2), discussões sobre o mercado da música local e nacional serão o fio condutor da oitava edição do Porto Musical, cuja programação inclui seminários, conferências, rodadas de negócios e oficina de criação. 

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre 

Participam dos encontros – nos teatros Apolo e Hermilo Borba Filho - artistas, produtores, responsáveis por casas de shows e festivais, donos de selos. Eles vão discutir assuntos como distribuição de discos, arrecadação de direitos autorais, Fundo Pernambucano de Incentivo à Cultura e gerenciamento de festivais de música. Inscrições custam R$ 200 e podem ser feitas pelo site portomusical.com.br. 

Paralelamente, o evento oferece uma série de shows gratuitos no Paço do Frevo, durante o dia, e na Praça do Arsenal, sempre a partir das 19h. Na programação, artistas pernambucanos como Isadora Melo, Almério, Barro, Sofia Freire, Mestre Galo Preto, Eddie e Jr. Black. De fora do estado, a grade contará com nomes como o paraibano Chico César, a carioca radicada na França Fláva Coelho, a paulistana Nômade Orquestra e os colombianos da Bulldozer. 

[DESTAQUES

Bulldozer
Pela primeira vez no Brasil, o trio colombiano toca uma combinação de beats eletrônicos com salsa, funk, cumbia, pop e rock. Entre as muitas influências, estão James Brown, Nirvana, Parliament Funkadelic e Nine Inch Nails. É formado por e Sandro Londoño (bateria e voz), Fabián Morales (guitarra, voz, beats e synths) e Adela Espitia (voz e percussão).

Nômade Orquestra
Em atividade há cinco anos, o grupo instrumental de São Paulo tem influências do funk, jazz, dub, rock e afrobeat. Já se apresentou em festivais internacionais como Womex Word Music Expo (Espanha), Jazz ao Centro (Portugal), Womad World Music Festival (Inglaterra) e B Jazz Festival (Alemanha). Tem dois discos lançados, Nômade Orquestra (2012) e Entre mundos (2017). 

IFÁ
O grupo instrumental baiano criado em 2013 – cujo nome faz referência à junção entre Ijexá, funk e afrobeat – aposta em um repertório autoral inspirado na diversidade musical de matriz africana, sem deixar de manter um diálogo com a sonoridade da Bahia de hoje. A banda acredita no uso da música como um elo histórico entre culturas negras. 


[SHOWS

QUINTA-FEIRA

PRAÇA DO ARSENAL 
A partir das 19h - Som da Rural convida Zeca do Rolete; Isadora Melo; Renata Rosa; Jr. Black; Mestre Galo Preto; Ifá (Bahia) 

SEXTA-FEIRA

PAÇO DO FREVO 
13h - Amaro Freitas 

PRAÇA DO ARSENAL 
A partir das 19h - Som da Rural convida MC Ririca; Flavia Coelho; Almério; Barro; Tássia Reis (SP); Eddie

SÁBADO 

PRAÇA DO ARSENAL 
A partir das 19h - Som da Rural convida Edgar (SP); Sofia Freire; Bulldozer (Colômbia); Nomade Orquestra (SP); O Quadro (BA); Chico César (PB)

Acompanhe o Viver no Facebook:




Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.