• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Música Simone & Simaria misturam funk e sertanejo em parceria com MC Kevinho. Confira Após apostarem na música eletrônica com o DJ Alok, dupla de irmãs lança parceria com funkeiro e clipe gravado por Kondzilla

Por: Estado de Minas

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 31/01/2018 15:00 Atualizado em:

Simone, Kevinho e Simaria no set de gravação do videoclipe. Foto: Kondzilla/Divulgação
Simone, Kevinho e Simaria no set de gravação do videoclipe. Foto: Kondzilla/Divulgação

Após apostar na música eletrônica e lançar parceria com o DJ Alok com a música Paga de solteiro feliz, a dupla Simone & Simaria decidiu se enveredar pelos caminhos do funk. Na terça-feira (30), as "coleguinhas" lançaram sua mais nova música de trabalho, desta vez em parceria com o funkeiro MC Kevinho. Ta tum tum tem uma mistura da batida forte do funk com a sonoridade da música sertaneja.

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

O clipe, assinado por Kondzilla, foi gravado em uma casarão antigo em São Paulo e mostra a história de duas modelos (Simone & Simaria) que posam para as lentes de um fotógrafo fã da dupla (MC Kevinho). "Kevinho, desde o dia que te conheci senti uma energia tão boa que a gente tinha que estar junto neste projeto lindo", comentou Simone, em nota. "Passamos a madrugada gravando o clipe e essa música vai explodir tudo, de Deus quiser. Cantar com elas é uma honra", adiantou Kevinho.

Esta não é a primeira parceria que o funkeiro faz. Recentemente, ele gravou Deixa ela beijar, com a dupla Matheus e Kauan, e Encaixa, com Léo Santana. Essa última, inclusive, bateu recorde de visualizações no Youtube, ultrapassando a marca de três milhões de acessos em menos de 24 horas. Simone & Simaria também conseguiram emplacar uma parceria em 2017. A música Loka, com participação de Anitta, foi a sétima música mais tocada do ano, segundo o Instituto Crowley, conhecido por monitorar as execuções das rádios brasileiras.

Confira o videoclipe: 


Acompanhe o Viver no Facebook: 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.