• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Televisão Dancing Brasil: Bruno Chateaubriand é eliminado em noite inspirada no cinema Participantes precisaram adaptar trilhas sonoras de clássicos da sétima arte a ritmos como pasodoble e forró

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 25/01/2018 09:25 Atualizado em: 25/01/2018 13:08

Bárbara Evans apresentou trilha de Pulp Fiction. Foto: Record/Reprodução
Bárbara Evans apresentou trilha de Pulp Fiction. Foto: Record/Reprodução
O jornalista, atleta e empresário Bruno Chateaubriand foi o primeiro eliminado da terceira temporada de Dancing Brasil. O programa exibido na noite desta quarta-feira (24) buscou inspiração na sétima arte: os participantes deveriam apresentar coreografias baseadas nas trilhas sonoras de diferentes sucessos do cinema mesclados com ritmos como forró e cha cha cha. 

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

A pernambucana Joanna Maranhão, que faz dupla com Bruno, elaborou uma performance com a trilha sonora do filme Mad Max: Estrada da fúria e o pasodoble que ficou em oitavo lugar na colocação geral. O dançarino Jefferson Andrade, que também nasceu no estado, faz dupla com a cantora Marina Elali. Juntos, eles levaram ao palco uma valsa da música tema da saga Crepúsculo

Um tira da pesada, Rocky: Um lutador, Mamma mia!, Uma linda mulher e Missão impossível foram algumas das outras produções cinematográficas apresentadas ao longo da noite, comandada pela apresentadora Xuxa. Bruno Chateaubriand e Carol, Diogo e Bela, Popó e Alessandra e Douglas Sampaio e Sara foram as quatro duplas que acabaram na chamada "zona de risco", dependendo do público para se salvar. Com pouco mais de 10% dos votos, Chateaubriand acabou deixando a competição. 

Confira alguns trechos das apresentações:










Acompanhe o Viver no Facebook: 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.