• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Artes integradas Segundo dia do Janeiro de Grandes Espetáculos traz música, dança e teatro Espetáculo Dialogus Ibericus, dirigido por Moncho Rodriguez, é o primeiro representante internacional do evento

Por: Isabelle Barros

Publicado em: 11/01/2018 12:10 Atualizado em: 11/01/2018 12:31

O espetáculo híbrido traz dois espanhóis, o violonista Carlos Blanco, a cantora e percussionista Vanessa Muela, e a bailarina portuguesa Alexandra Fonseca, com poemas do cearense Ronaldo Correia de Brito. Crédito: Manuel Meira/Divulgação
O espetáculo híbrido traz dois espanhóis, o violonista Carlos Blanco, a cantora e percussionista Vanessa Muela, e a bailarina portuguesa Alexandra Fonseca, com poemas do cearense Ronaldo Correia de Brito. Crédito: Manuel Meira/Divulgação

O segundo dia do Janeiro de Grandes Espetáculos - agora chamado de Festival Internacional de Artes Cênicas e Música de Pernambuco - passa a mostrar um espectro maior de atrações, em uma programação com espetáculos de teatro, música e dança. A noite começa com dois espetáculos no mesmo horário, 19h30: Daqui não saio, daqui ninguém me tira!, do Balé Deveras, no Teatro Barreto Júnior, e Dialogus Ibericus, dirigido por Moncho Rodriguez, no Teatro Apolo, no Bairro do Recife.

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

O espetáculo híbrido traz dois espanhóis, o violonista Carlos Blanco, a cantora e percussionista Vanessa Muela, e a bailarina portuguesa Alexandra Fonseca, com poemas do cearense Ronaldo Correia de Brito. "Pensamos essencialmente assim: tudo o que fazemos na vida a gente canta e dança. Criamos o ciclo da vida, cantado, dançado, tocado. Achamos que esse é um resgate bonito das canções tradicionais e populares ibéricas, que se misturam com o flamenco, com os cânticos árabes, que acabaram chegando no Nordeste do Brasil", afirma Moncho. Quem também participa do espetáculo, com mais uma sessão marcada para as 19h de amanhã, é o pernambucano Beto do Bandolim.

Outra criação híbrida é Dorinha, meu amor, que se serve da linguagem dos musicais para costurar teatro e música na voz de Isadora Melo e direção de João Falcão. A segunda sessão está programada para as 20h de hoje, no Teatro de Santa Isabel. Já o Grupo Magiluth apresenta novamente na cidade seu espetáculo mais recente, Dinamarca, às 20h no Teatro Marco Camarotti.

Os representantes da música na grade de hoje são Igor de Carvalho e Tibério Azul, que repetem a parceria realizada no Festival de Inverno de Garanhuns no ano passado. Os dois vão unir forças tanto com um repertório de música autoral quanto com versões de canções de outros artistas pernambucanos, como Juliano Holanda, Lula Queiroga, Lirinha e Siba. O show tem única sessão no Teatro Luiz Mendonça, localizado no Parque Dona Lindu, às 20h. Os ingressos de Dorinha, meu amor custam R$ 60 e R$ 30 (meia). Já a apresentação de Igor e Tibério terá ingressos com outro valor: R$ 40 e R$ 20 (meia). O preço da entrada das demais atrações é de R$ 30 e R$ 15 (meia).

PROGRAMAÇÃO PARALELA
O Espaço Mamulengo (Rua da Guia, 211, Bairro do Recife) vai receber o espetáculo Confissões urbanas, da Cia. de Teatro Omoiós. O espetáculo é baseado nos contos Tô Viva, Tereza!, É Breve o Testamento da Miséria e Dois Nós na Gravata, de Rômulo César Melo, além do texto Entrevista de Emprego, de Victor M. Sant’Anna. Ingresso: R$ 10 e R$ 5 (meia). Informações: 99121-2173.

Acompanhe o Viver no Facebook:



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.