• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Denúncia James Franco rebate acusação de assédio em entrevista: 'Não faço ideia do que fiz' Ator venceu o Globo e Ouro e protestou contra casos de assédio em Hollywood

Por: Estado de Minas

Publicado em: 10/01/2018 16:25 Atualizado em:

Ator foi acusado por várias colegas de trabalho. Foto: CBS/Reprodução
Ator foi acusado por várias colegas de trabalho. Foto: CBS/Reprodução

James Franco esteve no programa Late Show com Stephen Colbert nesta terça-feira (9) e comentou as acusações de assédio que surgiram contra ele logo após ter sido premiado no Globo de Ouro, no domingo (7), como Melhor ator em Comédia ou Musical pelo seu personagem em Artista do desastre. O nome do ator foi mencionado em diversas publicações nas redes sociais que denunciavam seu comportamento, inclusive um publicado pela atriz Ally Sheedy, conhecida pelo filme Clube dos cinco (1985), que trabalhou com Franco na peça The long shrift

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

"Surgiram algumas coisas no Twitter, eu não as li, mas fiquei sabendo", explicou. "Não faço ideia do que fiz com Ally Sheedy. Eu não tive nada além de bons momentos com ela. Tenho total respeito por ela e não sei por que ela está chateada. Ela retirou o tweet e eu não posso falar por ela", rebateu.

"Na minha vida, eu me orgulho em assumir responsabilidade por coisas que fiz. Eu tenho que fazer isso para manter minha saúde. Eu assumo quando sei que há algo errado que precisa ser mudado. Eu me obrigo a fazer isto", continuou. O ator classificou as acusações como "imprecisas", mas afirmou que apoia "completamente as pessoas que estão falando e que estão sendo ouvidas, porque elas não foram ouvidas por muito tempo. Então eu não quero refutá-las de maneira alguma". 

Franco foi um dos apoiadores do movimento Time's Up. Vários artistas trajaram preto e usaram broches com a expressão no tapete vermelho do evento em protesto contra o abuso sexual em Hollywood e na indústria do entretenimento em geral. Ele usava terno preto e o broche. 

Acompanhe o Viver no Facebook:





Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.