• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Prêmio Após vencer Globo de Ouro, James Franco é acusado de assédio sexual por mais de uma mulher O ator estava protestando contra os assédios sexuais recentes em Hollywood com roupa preta e a tag #TimesUp

Por: Correio Braziliense

Publicado em: 08/01/2018 15:24 Atualizado em: 08/01/2018 15:26

Astro ao lado do irmão, Dave Franco, durante a premiação. Foto: Ramona Rosales/Golden Globes
Astro ao lado do irmão, Dave Franco, durante a premiação. Foto: Ramona Rosales/Golden Globes
 
O Globo de Ouro 2018 foi marcado por protestos contra as denúncias de casos de assédio que tomaram conta de Hollywood recentemente. No tapete vermelho, estrelas do cinema e da televisão vestiam preto em repúdio aos episódios e/ou usavam um broche com a expressão "Time's up", em alusão à mudanças dos tempos. Mas, após ganhar o Globo de Ouro como melhor ator em filme de comédia por Artista do desastre, o ator James Franco foi alvo de acusações de assédio sexual.

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

Elas fizeram publicações nas redes sociais durante a premiação. Violet Paley ironizou: "Que bonito James Franco usando o pin #TimesUp". Ela acusou o ator de assediá-la e de fazer o mesmo com meninas menores de idade. "Lembra de quando você empurrou minha cabeça pra perto do seu pênis exposto no carro? E aquela outra vez que você falou pra uma amiga minha ir até seu hotel quando ela tinha 17 anos?? Isso depois de você já ter sido pego fazendo aquilo com outra menina de 17 anos?", escreveu.

A escritora Jessica Valenti também se pronunciou. No Twitter, Valenti declarou que se lembra de Franco ter assediado uma adolescente nas redes sociais. A atriz Sarah Tither-Kaplan revelou que o ator fazia as mulheres ficarem completamente nuas em seus filmes sem ter combinado o ato previamente. "Lembra quando, há algumas semanas, você me disse que a nudez total à qual você me obrigou em dois de seus filmes por US$ 100 por dia não era exploração porque eu assinei um contrato para tal?"

Acompanhe o Viver no Facebook:





Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.