• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Mudança Carnaval 2018: Tradicional cortejo de maracatus na abertura é substituído por frevo Lenine, Luiza Possi, Geraldo Azevedo são alguns dos convidados

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 03/01/2018 16:25 Atualizado em: 03/01/2018 16:57

Jota Michiles e Nena Queiroga serão homenageados. Fotos; Arquivo DP e Nena Queiroga/Divulgação
Jota Michiles e Nena Queiroga serão homenageados. Fotos; Arquivo DP e Nena Queiroga/Divulgação

O tradicional cortejo com as nações de maracatu de baque virado criado e celebrado por Naná Vasconcelos até 2016, quando o percussionista pernambucano faleceu, será excluído da abertura do carnaval do Recife em 2018, no dia 9 de fevereiro, data em que o frevo completa 111 anos.

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

O anúncio foi feito pela prefeitura da cidade, após reunião realizada nesta quarta-feira (3). Depois de negociações com a gestão municipal, as nações de maracatu foram transferidas para a quinta-feira (8), no encerramento da semana pré-carnavalesca, também no Marco Zero. A data anterior proposta pelo poder público era o Sábado de Zé Pereira. 

O frevo, por sua vez, será o destaque da cerimônia de abertura. A primeira parte será dedicada ao espetáculo O frevo do mundo, sobre a história do gênero centenário. A produção foi organizada pela prefeitura e Secretaria de Cultura da Cidade do Recife em parceria com o grupo Quinteto Violado. A Orquestra do Maestro Duda, Antonio Carlos Nóbrega, Maestro Spok e Banda de Pau e Corda são alguns dos participantes.

Em seguida, os homenageados do próximo carnaval, Nena Queiroga e Jota Michiles, serão anfitriões de uma apresentação biográfica, com convidados como Lenine, Lula Queiroga, Luiza Possi e Geraldo Azevedo. O repertório será focado em músicas de destaque das carreiras deles, ambas voltadas para o frevo. 

Acompanhe o Viver no Facebook:






Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.