• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Música Diretor do clipe de Vai Malandra, de Anitta, é investigado pela polícia por assédio sexual Terry Richardson acumula acusações desde 2001

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 03/01/2018 09:36 Atualizado em: 03/01/2018 09:45

De acordo com o jornal Daily news New York, diversas artistas que já foram clicadas pelo fotógrafo estão sendo procuradas por um investigador. Foto: Facebook, Instagram/Reprodução
De acordo com o jornal Daily news New York, diversas artistas que já foram clicadas pelo fotógrafo estão sendo procuradas por um investigador. Foto: Facebook, Instagram/Reprodução


O fotógrafo Terry Richardson, conhecido por ter comandado ensaios com celebridades como Beyoncé, Miley Cyrus e Barack Obama, está sendo investigado por casos de assédio e abuso sexual nos Estados Unidos. Denúncias contra norte-americano de 52 anos têm surgido na mídia desde 2001, vindas de modelos com quem ele trabalhou. A que ganhou mais repercussão recentemente envolve a ex-modelo Caron Bernstein, responsável por tornar pública uma acusação de estupro contra Richardson que teria ocorrido em 2003. 

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre 

De acordo com o jornal Daily news New York, diversas artistas que já foram clicadas pelo fotógrafo estão sendo procuradas por um investigador de um esquadrão especial de combate ao assédio e abuso sexual da polícia nova-iorquina. A revista The Holywood reporter afirma que a organização não-governamental Model Alliance também está envolvida no inquérito, colaborando a favor das modelos. 

Terry Richardson foi o diretor do clipe Vai malandra, último lançamento do projeto Check-Mate, de Anitta. A cantora, semanas após o anúncio da escalação, se pronunciou sobre os casos de conduta inapropriada. Em seguida, o nome do diretor não foi citado durante as ações promocionais da canção, que conta com DJ Yuri Martins, Tropkillaz e Majeor. Em comunicado, a funkeira carioca afirmou que "avaliou" o contrato. 

"Imediatamente após tomar conhecimento sobre as acusações de assédio que envolvem o diretor Terry Richardson solicitei que minha equipe avaliasse o contrato para verificar o que juridicamente poderia ser feito. Estudamos todas as possibilidades, que foram além das questões jurídicas, passando também pelo envolvimento emocional, levando em consideração o imenso trabalho digno de todos os artistas e colaboradores que de alguma maneira fizeram este clipe acontecer. Esse não é um trabalho de uma pessoa só. Manterei minha promessa aos moradores do Vidigal e aos meus fãs lançando o clipe de “Vai Malandra” em dezembro deste ano. Mostrando um pouco das minhas origens e mais sobre o funk carioca, do qual me orgulho muito de ser representante", disse a nota. 

Assista ao clipe de Vai malandra

 

Acompanhe o Viver no Facebook: 



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.