• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Música Anitta comemora repercussão das celulites sem retoques no clipe de Vai Malandra 'Nós devemos nos unir e parar de julgar os corpos e as escolhas umas das outras', disse a cantora

Por: Agência Estado

Publicado em: 22/12/2017 20:45 Atualizado em:

Celulites da cantora marcam o início do clipe. Foto: YouTube/Reprodução
Celulites da cantora marcam o início do clipe. Foto: YouTube/Reprodução

"Fico feliz em saber do impacto positivo que a minha celulite teve nas mulheres. Nós devemos nos unir e parar de julgar os corpos e as escolhas umas das outras", afirmou Anitta em entrevista à coluna Gente Boa do jornal O Globo, publicada nesta sexta-feira (22). A cantora disse que a decisão de não fazer retoques no vídeo de Vai malandra foi sua, pois queria mostrar a realidade com o clipe. "A mulher real tem celulite, a maioria tem. A estética de Vai malandra é muito verdadeira, mostra uma favela real e com pessoas da comunidade."

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

A funkeira também comentou às críticas de que o clipe gravado no Morro do Vidigal, no Rio de Janeiro, trata o corpo da mulher como objeto. "A 'malandra' do clipe não é objetificada, ela é a dona da história. E ela não é representada somente por mim, mas por todas as mulheres que participaram do clipe, na cena da laje ou na do baile. O clipe mostra diversos tipos de beleza, com diversas cores, pesos e gêneros. E toda essa beleza também é real, assim como a minha celulite", afirmou Anitta.

O último trabalho do projeto CheckMate alcançou ótimos resultados nas plataformas de entretenimento. No YouTube, o vídeo beira os 40 milhões de visualizações. No Spotify, a canção alcançou a posição 18 na lista das 50 músicas mais ouvidas do mundo. Downtown, lançada em parceira com J Balvin, também atingiu uma posição formidável no chart, em número 23. 

Assista ao clipe:



Acompanhe o Viver no Facebook:



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.