• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Televisão Repórter da Globo escuta 'globo lixo' ao vivo e tenta rebater cidadão No vídeo, ele demonstra irritação diante do comentário sobre a emissora. Assista

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 17/12/2017 19:25 Atualizado em: 17/12/2017 19:37

Repórter fazia transmissão ao vivo para o SP1. Foto: Globo/Reprodução
Repórter fazia transmissão ao vivo para o SP1. Foto: Globo/Reprodução


O repórter Filippo Mancuso, do telejornal SP1, da Globo, tentou rebater um comentário contra a emissora na qual trabalha durante uma transmissão ao vivo. Ele estava em um centro de compras e havia sido chamado do estúdio pelo apresentador Carlos Tramontina para dar informações sobre alimentos para a ceia do fim do ano quando ouviu um "globo lixo", xingamento do qual o canal é alvo entre críticos.

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

"Boa tarde para você também", disse, de forma enérgica, o repórter, em reação ao comentário. “Tem sempre um engraçadinho fazendo bobagem aqui. Mas isso faz parte”, completou, em meio à descrição das prateleiras mostradas pelo cinegrafista. A matéria focava movimento de consumidores no Mercadão Municipal de São Paulo e a Zona Cerealista da capital.

A ofensa contra a emissora gerou reações nas redes sociais. "Se todo mundo fizesse isso, a Globo Lixo ficaria com medo de mandar repórteres a lugares públicos", escreveu um internauta. "Agora virou modinha falar isso", afirmou outro.

A Globo enfrentou ondas de manifestações contra repórteres e outros profissionais em reportagens de rua, sobretudo depois da derrubada da presidente eleita Dilma Rousseff - segundo os manifestantes, o Grupo Globo foi peça fundamental na engrenagem para tirar a petista do poder.

A emissora chegou a tirar a canopla de identificação dos microfones para viabilizar a cobertura de protestos e teve a sede atacada com tinta e outros objetos por diversas vezes. Em meses recentes, tornou-se comum testemunhar o uso de entradas ao vivo para protestos contra Michel Temer e o próprio canal de comunicação.

Veja a reação do repórter:



Acompanhe o Viver no Facebook:




Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.