• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Violência 'A primeira atitude após a agressão é o chororô', dispara Marília Mendonça após vídeos de Naldo Sertaneja se manisfestou nas redes sociais diante da discussão sobre a agressão à esposa, a Mulher Moranguinho

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Por: Portal Uai - Associados

Publicado em: 08/12/2017 14:42 Atualizado em: 08/12/2017 15:15

Mensagem da cantora sertaneja foi apoiada por internautas. Fotos: Instagram/Reprodução
Mensagem da cantora sertaneja foi apoiada por internautas. Fotos: Instagram/Reprodução


A cantora sertaneja Marília Mendonça, de 22 anos, entrou na discussão sobre violência contra a mulher provocada pelo caso de agressão sofrido por Ellen Cardoso, a Mulher Moranguinho. Ela fez uma denúncia contra o marido, Naldo Benny, que responde por pelos crimes de lesão corporal, ameaça e injúria.

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

"A primeira atitude de um homem que agride sua mulher após a agressão é o chororô de arrependimento. Acredita não!", disparou a goiana, um dos principais ícones do feminejo, cuja temática das letras põe a mulher em posição de protagonismo. A publicação, no Twitter, teve 35 mil curtidas e 15 mil compartilhamentos.

Ela não citou o nome do artista, mas fez alusão direta aos vídeos nos quais, chorando, Naldo pede perdão à mulher. Nos clipes, o funkeiro afirma que é um "cara do bem". Após a denúncia e diante de um mandado de busca e apreensão, ele foi preso na quarta-feira (6), por posse ilegal de arma de fogo e munição, mas solto mediante pagamento de fiança.

Segundo o boletim, Ellen acusou Naldo de agredi-la com socos, tapas e puxões de cabelo durante uma discussão por ciúmes. Ela deixou a casa onde moravam e entrou com pedido de medida protetiva contra ele, aprovado pela Justiça do Rio. Caso descumpra a ordem, o cantor pode ser preso preventivamente.

"Quero incansavelmente pedir perdão à minha mulher. Eu quero deixar muito claro que eu amo muito a minha mulher. Quem me conhece sabe disso, o cara de bem que eu sou, o quanto estou buscando me cuidar com profissionais.", diz.

Ele afirma estar acabado e tenta explicar por que tinha em casa uma pistola calibre 7,65 sem registro. "Quero deixar muito claro para a minha mulher que eu estou arrependido, acabado, que eu a amo muito. Infelizmente, as coisas tomaram uma proporção gigante, da situação da arma, eu tive um assalto na minha casa e a arma não teve nada a ver com a briga (com a mulher, Ellen Cardoso), nunca foi porte meu. Eu nem sabia onde estava a arma, a Ellen diz isso no depoimento dela".
 
A prisão de Naldo Benny foi determinada pela delegada Viviane Costa, da Deam (Delegacia de Atendimento à Mulher). Liberado após pagamento de fiança, ele fez o show de confraternização de batalhão da Polícia Militar. Segundo o comando do 18º BPM, a participação do artista no evento estava acertada há cerca de um mês.

Veja a publicação:



Acompanhe o Viver no Facebook:





Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.