• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Gente Anitta repudia ameaça de 'socialite' e se solidariza com vítimas 'do ódio nas redes sociais' Mulher garantiu ter um vídeo no qual a artista faria uso de drogas

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 27/11/2017 15:25 Atualizado em: 27/11/2017 15:47

Anitta se solidarizou com Titi por ataques racistas. Foto: Instagram/Reprodução
Anitta se solidarizou com Titi por ataques racistas. Foto: Instagram/Reprodução


A cantora Anitta se manifestou sobre a ameaça feita por uma "socialite" na internet de divulgar um vídeo - de existência não comprovada - no qual ela supostamente faz uso de drogas. Através de nota enviada pela assessoria de imprensa, a artista lamentou "as calúnias absurdas a seu respeito", acusou a mulher de envolvê-la em polêmica para desviar "o foco do preconceito, do crime repugnante de racismo e homofobia contra crianças" e solicitou à imprensa evitar dar cartaz a discursos "de ódio e de aproveitadores dessa natureza".

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

As palavras da cantora se somam a de diversas celebridades solidárias ao ator Bruno Gagliasso, à apresentadora e esposa dele, Giovanna Ewbank, e à filha do casal, Titi, alvo de preconceito racial perpetrado por uma mulher identificada como Day McCarthy. Em vídeo publicado na internet, ela chama a garota de "macaca horrível", compara o cabelo dela a "pico de palha" e define o nariz da criança como "de preto, horrível".

Os comentários preconceituosos foram repelidos pela mãe e comunicados pelo pai à Polícia Civil, através da prestação de uma queixa forma, nesta segunda-feira - é o segundo ataque racista sofrido pela garota adotada pelos artistas. A autora das ofensas já havia obtido visibilidade na internet ao comparar a filha do apresentador Roberto Justus e da apresentadora Ticiane Pinheiro ao brinquedo Chucky, personagem do filme de terror homônimo.

Após xingar as duas crianças, a suposta socialite mirou Anitta, atualmente a artista brasileira com maior projeção internacional, alavancada pelo sucesso do projeto CheckMate. Em uma postagem de vídeo na web, insinuou uso de drogas por parte da cantora, mencionou a existência de um vídeo para provar e citou o envolvimento de outra atriz no suposto consumo de entorpecentes. Mas teria evitado tornar públicas as imagens "a pedido dos fãs". "Só falo do que tenho provas", afirmou Day McCarthy.

A nota de Anitta evita mencionar diretamente a mulher, mas endereça a ela o repúdio da cantora às acusações massificadas nas redes sociais.

"A cantora lamenta profundamente que calúnias absurdas a seu respeito provenientes de correntes de seguidores e likes em redes sociais possam tirar o foco do preconceito, do crime repugnante de racismo e homofobia praticado contra crianças. Anitta se solidariza com todos os que sofrem ataques virtuais por meio das redes sociais e repudia qualquer tipo de preconceito, homofobia, racismo, injúria e mentira. Por fim, a artista faz um apelo para que os meios de comunicação e seus seguidores não deem espaço e credibilidade a discursos de ódio e aproveitadores dessa natureza", diz o comunicado enviado pela assessoria da cantora brasileira.

Acompanhe o Viver no Facebook:




Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.