• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Cinema Festival Animage inicia programação com mostra gratuita dedicada a cineasta francês As três mais recentes animações de Jean-François Laguionie serão exibidas a partir de hoje na Caixa Cultural

Por: Breno Pessoa

Publicado em: 24/11/2017 15:40 Atualizado em: 24/11/2017 15:48

A Ilha de Black Mór (2004) é o primeiro filme exibido na mostra. Foto: Animage/Divulgação
A Ilha de Black Mór (2004) é o primeiro filme exibido na mostra. Foto: Animage/Divulgação

Enquanto o circuito tradicional de cinemas fica praticamente restrito a produções norte-americanas do gênero, o Animage – Festival Internacional de Animação de Pernambuco oferece, em oito dias de programação, uma amostra mais diversa de produções. A abertura oficial do evento é na terça-feira, no Cinema São Luiz, mas já a partir de hoje o evento inicia as atividades, com mostra dedicada ao cineasta francês Jean-François Laguionie, às 19h, na Caixa Cultural Recife (Av. Alfredo Lisboa, 50, Bairro do Recife). A entrada é gratuita.

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre 

O primeiro título da seleção, exibido nesta sexta-feira, é A Ilha de Black Mór (L'île de Black Mór, 2004), da leva mais recente do cineasta. Ambientada em 1803, a animação tem como protagonista Kid, uma criança que escapa do orfanato onde vive e embarca em uma aventura em busca do tesouro de um pirata famoso. Expoente na animação francesa, Laguionie, 78, tem mais de quatro décadas de carreira e 15 filmes dirigidos, entre longas, curtas e uma série televisiva.

Fundador do estúdio La Fabrique, o realizador despontou no cenário internacional em 1979, quando conquistou a Palma de Ouro de Melhor Curta-metragem no Festival de Cannes, com A travessia do Atlântico em um barco a remo, produção também reconhecida no mesmo ano com o Cesar Awards.

No sábado, também às 19h, é a vez de O quadro (Le Tableau, 2011), uma aventura que se desenrola a partir de uma tela inacabada. As figuras retratadas na obra se dividem em dois grupos: os Todopintados e Pelametade, respectivamente, os personagens que foram pintados por inteiro e os que foram deixados incompletos, fato causador de segregação entre os habitantes do quadro.

O terceiro último filme da seleção dedicada a Laguionie é Louise en Hiver (2016), que será exibido no dia 2, às 17h30. Inédito no Brasil, o mais recente filme do cineasta para uma espécie de releitura da história de Robinson Crusoé no viés da terceira idade, a partir de Louise, uma idosa ilhada em um balneário.

A oitava edição do Animage terá 112 produções exibidas, entre os dias 24 de novembro e 3 de dezembro. O título escolhido para a abertura oficial do evento, no dia 28 de novembro, no Cinema São Luiz, é Torrey pines, animação autobiográfica do cineasta trans Clyde Petersen sobre memórias da infância.

Acompanhe o Viver no Facebook:
A Ilha de Black Mór (2004) é o primeiro filme exibido na mostra. Foto: Animage/Divulgação
A Ilha de Black Mór (2004) é o primeiro filme exibido na mostra. Foto: Animage/Divulgação



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.