• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
TV William Waack tem segunda palestra cancelada após comentário racista De acordo com a empresa organizadora do evento, a atitude do jornalista contradiz a política de diversidade e inclusão da companhia

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 14/11/2017 21:33 Atualizado em:

Jornalista foi afastado do Jornal da Globo. Foto: Agência Estado/Reprodução
Jornalista foi afastado do Jornal da Globo. Foto: Agência Estado/Reprodução

Uma palestra que seria comandada por William Waack foi cancelada após o vazamento do vídeo em que o jornalista aparece fazendo um comentário racista. O evento era organizado pela Dow AgroSciences, empresa especializada em produtos agrícolas. De acordo com a instituição, ele faria participação como mediador e o cancelamento foi feito porque a sua atitude na filmagem contradiz a política de diversidade e inclusão da companhia. As informações são da Uol.

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

Este é a segunda vez que uma palestra do jornalista é cancelada após a repercussão do vídeo - que também o afastou da Rede Globo por tempo indeterminado. O primeiro seria realizado na Sicoob (Sistema de Cooperativas de Crédito do Brasil) Credirochas, localizada em Espírito Santo. Segundo a Contrate Palestra, empresa que disponibiliza um catálogo de palestrantes para outras instituições, o cancelamento, neste caso, não foi feito a pedido da empresa, mas sim do próprio William. A companhia ainda afirmou que continuará representando o âncora afastado do Jornal da Globo.

Nas imagens divulgadas na internet, Waack se prepara para "entrar ao vivo" no noticiário global, quando uma buzina forte na rua o incomoda. "É preto, coisa de preto", resmunga contra o motorista. O momento foi filmado por um ex-funcionário da Globo, o operador de VT Diego Rocha Pereira, de 28 anos, enquanto a divulgação ficou por parte de seu amigo, o designer Robson Cordeiro Ramos, 29. Os dois são negros e ficaram indignados com as palavras do jornalista.

Acompanhe o Viver no Facebook:



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.