• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Internet Artistas unem forças contra lei que proíbe aborto até em caso de estupro Camila Pitanga, Letícia Sabatella e outras personalidades se manifestaram contra a PEC 181

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 13/11/2017 14:46 Atualizado em: 13/11/2017 14:58

Atrizes convocam mulheres para ato contra a aprovação da PEC 181. Fotos: Twitter/Reprodução
Atrizes convocam mulheres para ato contra a aprovação da PEC 181. Fotos: Twitter/Reprodução

Após a aprovação da PEC 181, que inviabiliza o aborto mesmo nos casos previstos pela legislação brasileira, na última quarta-feira (8), em comissão especial na Câmara dos Deputados, ativistas de todo o país saíram em protesto contra a proposta. Desde então, diversas personalidades se manifestaram em apoio ao ato Todas contra 18, previsto para ocorrer nesta segunda-feira (13), em diversas cidades do país.

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

Através das redes sociais, as atrizes Camila Pitanga, Bruna Linzmeyer e Letícia Sabatella, além da roteirista Antonia Pellegrino, criticaram a proposta da PEC Cavalo de Troia, como ficou conhecida. A alteração no texto, que inicialmente tratava da extensão da licença maternidade para trabalhadoras que tiverem bebês prematuro, pode tornar ilegal qualquer tipo de ação abortiva. Atualmente, a legislação brasileira considera legal o aborto em três situações: em caso de gravidez provocada por estupro, quando há risco de vida para a mãe e em caso de feto com anencefalia.

"O aborto legal em caso de gravidez por estupro ou risco de morte para a mãe são direitos permitidos desde 1940 pelo Código Penal Brasileiro. Querem que a mulher que engravide de um estuprador não tenha direito ao aborto. E pior: seja presa por interromper a gravidez ou morra em um aborto clandestino", afirmou Camila Pitanga, que é embaixadora nacional da ONU Mulheres, em vídeo publicado nas redes. "Estão nos obrigando a viver uma segunda violência", complementou, com as frases de ordem "É pela vida das mulheres" e "Nenhum direito à menos", convocando para os atos previstos para esta segunda-feira. No Recife, o ato Mulheres Contra a PEC 181 ocorrerá às 17h, na Avenida Conde da Boa Vista, na altura da Rua 7 de Setembro.

Roteirista dos filmes Bruna Surfistinha (2011) e Tim Maia (2014), Antonia Pellegrino divulgou um relato de uma mãe de feto anencéfalo, e convidou os seguidores a refletir sobre as dificuldades enfrentadas para se manter uma gravidez deste tipo - em que o feto possui o cérebro subdesenvolvido, sem condições para a vida. O texto da Proposta de Emenda Constitucional segue em tramitação na Câmara.

Também nas redes sociais, as atrizes Letícia Sabatella e Bruna Linzmeyer divulgaram cartazes da organização do movimento Todas contra 18 - uma referência aos 18 deputados homens que votaram a favor da proposta na última quarta-feira. "18 homens votaram contra a criminalização do aborto até em casos de estupro e risco de vida pra mulher! Nós não iremos aceitar! Vamos todas às ruas", escreveu Linzmeyer, no Instagram.



Acompanhe o Viver no Facebook:




Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.