• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Televisão Alexandre Frota compara Claudia Raia a travesti: 'Quando comia ela, se comportava como mulher' Atriz criticou censura à arte no Altas Horas e Frota usou as redes sociais para rebatê-la

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 09/10/2017 12:49 Atualizado em:

Ator usou as redes sociais para falar de Claudia, com quem já teve relacionamento. Fotos: Facebook, Globo/Reprodução
Ator usou as redes sociais para falar de Claudia, com quem já teve relacionamento. Fotos: Facebook, Globo/Reprodução

Alexandre Frota criticou Claudia Raia nas redes sociais após participação da atriz no programa Altas horas, de Serginho Groisman. Ela comentou o caso de polêmica em torno da performance do artista Wagner Schwartz no Museu de Arte Contemporânea de São Paulo (MAM), na qual ele ele ficou nu em cima de um tablado. A apresentação ganhou destaque na internet depois que um vídeo do momento em que ele interagia com uma criança passou a circular. 

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre 

"A educação é de cada um. Como é que você vai interferir e dizer que a educação dessa mãe é errada? A gente não sabe como ela foi criada. Se ela foi criada de uma maneira mais livre? Como é que alguém faz um movimento na internet dizendo que é contra? Isso virou uma palhaçada. Todo mundo se mete na vida de todo mundo", disse Claudia. No Twitter, Frota disparou: "Quando eu comia a Claudia Raia ela era legal, se comportava como mulher. Foram cinco anos bons. Hoje é ela que come o marido, então ficou assim". 



Após a repercussão da declaração, seguidores lembraram do relacionamento dos dois e Alexandre a comparou com uma "travesti". "O cara me marca essa foto e escreve que sempre gostei de travesti desde a época da Claudia Raia. Olhando a capa, ele parece ter razão", escreveu. A atriz não se pronunciou sobre o caso. 



À luz dos casos de censura contra obras de arte, vários artistas se reuniram para pedir o fim da "censura e difamação" por meio do projeto #342artes. Um deles foi Caetano Veloso, que, em entrevista, criticou o avanço do conservadorismo. "Algumas pessoas podem estar enganadas, pensando que estão defendendo os bons costumes e a segurança da família, mas na verdade isso é um esboço de opressão. Se as pessoas aderirem a isso, a gente uma ameaça de situação opressiva e as pessoas vão ficar limitadas. Eu vivi o período da ditadura e não quero nada parecido com isso", disse ele. 

Acompanhe o Viver no Facebook: 




Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.