• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
TV MasterChef Profissionais: pernambucana é eliminada após errar escultura de chocolate A chef criada no Córrego do Jenipapo cantou o hino de Pernambuco e deixou a cozinha vestida com a bandeira do estado

Por: Marina Simões - Diario de Pernambuco

Publicado em: 04/10/2017 00:43 Atualizado em: 04/10/2017 11:10

Receita de Mirna faltou contraste de sabor e a presença da laranja, segundo Paola Carosella Foto: Band
Receita de Mirna faltou contraste de sabor e a presença da laranja, segundo Paola Carosella Foto: Band
O episódio do MasterChef Profissionais desta terça-feira (3) foi marcado pela primeira prova em equipe. Os participantes foram para a cozinha de um boteco para reproduzir o famoso PF: prato feito. Já na prova de eliminação, eles tiveram que preparar uma sobremesa com uma escultura de chocolate. A pernambucana Mirna não conseguiu o contraste no sabor do prato e foi eliminada. A chef criada no Córrego do Jenipapo cantou o hino de Pernambuco e deixou a cozinha vestida com a bandeira do estado. 

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

O primeiro desafio foi cozinhar quatro pratos diferentes para 80 clientes. Eles tiveram que usar a criatividade para recriar o pratos tradicionais como o peixe grelhado, bisteca, picadinho de carne e frango ensopado. Francisco liderou a equipe vermelha, composta por Mirna, Lubyanka, Angélica e Clécio. Já Raissa foi a líder do time azul, e trabalhou com Ravi, Monique, Irina e Pablo. Foram 1h30 para o mise en place e, em seguida, tinham que começar a servir os pedidos. Na avaliação dos convidados o resultado ficou 61 para o time azul contra 19 para o vermelho. 

Leia: Do Córrego do Jenipapo ao MasterChef: quem é a primeira recifense do programa

Na prova de eliminação, os cozinheiros tiveram que fazer esculturas com chocolate. Com alto grau de dificuldade, a proposta era combinar o sabor e diferentes porcentagens de cacau com uma sobremesa. A prova contou com a ajuda do chocolatier Alê Costa, que deu dicas de temperagem de cacau. Foram duas horas para a execução. Todos os participantes tiveram dificuldades durante a tarefa. Francisco entregou o prato no último minuto.

No resultado, o chef convidado anunciou que a Angélica foi o destaque da prova. Paola Carosella explicou os critérios de avaliação e salvou Lubanka. "Tinha combinação boa entre o sabor da sobremesa e da escultura", disse. Mirna, Clécio e Francisco ficaram entre os piores. "Era uma prova de esculturas de chocolate para mostrar a criatividade e a técnica. Clécio, sua sobremesa ficou doce demais. Francisco tem muito trabalho de temperagem, mas esteticamente estava questionável. Mirna, a tua sobremesa está molhadinha, mas não dá para sentir o contraste entre o chocolate e a laranja. A escultura está muito tímida. Com toda a dor do meu coração, você deixa o MasterChef hoje", anunciou. 

A despedida da pernambucana foi marcada por lágrimas entre os participantes. "Você ganhou duas provas. É muito querida por todo mundo. A vida vai te dar muitas oportunidades”, desejou Jacquin. Ao encontrar com Ana Paula Padrão, a cozinheira se emocionou e agradeceu a oportunidade. "Os erros que cometi foram por pouca técnica. Preciso estudar mais", disse. "As escolhas que fiz na minha vida - ser massoterapeuta e cozinheira - foi por gostar das pessoas e querer mimá-las mesmo", explicou. Por fim, a apresentadora questionou o futuro da participante. "Tive que deixar o meu emprego e agora tenho que procurar trabalho. Vim de um lugar muito difícil. Tenho amigos de infância e um irmão mais velho que ainda estão lá. Queria mostrar para eles que a vida pode ser generosa. Espero que eles tenham ficado orgulhosos de mim", finalizou.  

Acompanhe o Viver no Facebook:




Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.