• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Internet Geisy Arruda adota visual de tranças e declara: 'Também sou negra' Pelo Instagram, ela recebeu comentários de desaprovação e acusações de apropriação cultural

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 19/09/2017 11:12 Atualizado em: 19/09/2017 12:00

Geisy Arruda polemiza na internet com declaração controversa sobre apropriação cultural. Foto: Instagram/Reprodução
Geisy Arruda polemiza na internet com declaração controversa sobre apropriação cultural. Foto: Instagram/Reprodução


Geisy Arruda voltou a polemizar nesta segunda-feira (18), ao mudar o visual de seu cabelo. Ela adotou tranças no lugar das madeixas lisas e deu uma declaração controversa em entrevista ao site Uol. Seguidores no Instagram a acusam de apropriação cultural. "Sempre quis fazer tranças, só que tinha receio dos comentários negativos da galera do contra que iria falar que era 'apropriação cultural", declarou.

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

''Em um país como o Brasil, miscigenado e com a diversidade cultural que tem, posso dizer que sou filha de nordestino com negro. Apesar da pele branca, também sou negra'', afirmou. Geisy ainda foi além: ''Negra pode alisar o cabelo e pintar de loiro que fica lindo, eu posso fazer tranças e me sentir linda também. Viva a diversidade cultural e liberdade de expressão. E viva a mulher negra''. 

Pelo Instagram, ao divulgar a transformação, Geisy Arruda recebeu comentários negativos e de reprovação. ''Uma falta de respeito colocar rasta desse jeito e ainda dizer que, apesar de branca, é negra. Para de achar que ser negro é fantasia pra decidir que é quando  quer'', escreveu uma seguidora. Neste ano, a cantora Anitta também foi acusada de se apropriar a cultura negra por fazer tranças no cabelo para as gravações do videoclipe de Vai, malandra

Acompanhe o Viver no Facebook:



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.