• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Artes cênicas Mesmo enxuta, 14° Mostra Brasileira de Dança resiste à crise e começa nesta quinta com 15 ações Evento aposta em grupos locais para compor a maior parte de sua grade e engloba uma exposição, performance e espetáculos

Por: Isabelle Barros

Publicado em: 03/08/2017 21:22 Atualizado em: 03/08/2017 21:26

LUB DUB, do Balé Castro Alves (BA) é um dos espetáculos de fora de Pernambuco da programação. Crédito: Balé Castro Alves/Divulgação
LUB DUB, do Balé Castro Alves (BA) é um dos espetáculos de fora de Pernambuco da programação. Crédito: Balé Castro Alves/Divulgação

Este ano, a Mostra Brasileira de Dança chega à sua 14° edição mais enxuta e com uma programação mais voltada para os talentos locais. O evento começa nesta quinta-feira e vai até o dia 12 de agosto em seis diferentes locais do Recife, além de trazer 15 ações, entre espetáculos, performances, lançamento de livro, exposição, debate e apresentação de grupos em formação.

Quer receber notícias sobre cultura via WhatsApp? Mande uma mensagem com seu nome para (81) 99113-8273 e se cadastre

A crise econômica atingiu com força o evento, que teve de cortar os seminários e sua parte pegagógica. No entanto, a garantia da produtora da Mostra Brasileira de Dança, Iris Macedo, é a de espetáculos com a mesma qualidade dos outros anos. “Este ano, só recebemos apoio da Prefeitura do Recife e da Fundarpe em serviços. Com essa redução financeira, precisamos suprimir algumas ações e readequar outras. Gostamos de trabalhar com companhias completas e não conseguimos desta vez, mas continuamos com muito cuidado na curadoria. A grade pernambucana está excelente e teremos uma estreia: Ecos, de Luciana Freire”.

Diferentemente de outros anos, a abertura acontece não com um espetáculo de dança, mas com uma exposição intitulada O corpo fala, do artista visual Sérgio Pires, no Centro Cultural Correios. As telas da mostra foram inspiradas na expressão corporal dos bailarinos. Esse primeiro dia de programação fica completo com a exibição da videodança Dança Macabra, da Cia. Etc, que também fará uma performance.

Embora aconteça outra performance nesta sexta, intitulada Entorpecer, o primeiro espetáculo apresentado em um teatro vai acontecer no sábado (5). É a montagem LUB DUB Balé, do Balé Castro Alves (BA). O outro representante de fora do Estado vem de Natal. Alexandre Américo traz à capital pernambucana o trabalho Cinzas ao solo, inspirado no contato profundo entre o homem e a natureza.

O restante da programação é composto por seis espetáculos pernambucanos: Ecos, de Luciana Freire D'Anunciação, Enchente, de Flávia Pinheiro, O silêncio e o caos, de Dielson Pessoa, Tijolos do Esquecimento, do Acupe Grupo de Dança, ZOE, dirigido por Francini Barros e Mahjô Mahjobê Olubajé, da Cia. Pé-Nambuco de Dança, que tem 38 integrantes no total e conta a história do orixá Omulu com dança, canto e música percussiva.

Além disso, a mostra abre espaço para apresentação de grupos em formação, com sessão única na sexta, 12 de agosto. Entre os selecionados, estão o Grupo Matulão de Dança, Grupo Ária Clássico, Simone Monteiro Ballet, Escola de Dança Jaime Arôxa Recife, Cia. Árabe Dançabilita, Escola Gesttus, Cia. Street Masters e Academia Fátima Freitas.

Segundo Iris Macedo, o fato de a mostra acontecer há 14 anos, mesmo com dificuldades financeiras, mostra que a cidade tem paixão pela dança. “Aproximadamente 200 mil pessoas já viram esse projeto e já trouxemos 90% dos estados brasileiros em nossa programação ao longo dos anos. A nossa ideia é completar todos no ano que vem, quando a mostra fará 15 anos. Queremos presentear o Recife”.

SERVIÇO
14ª Mostra Brasileira de Dança
Quando: De 3 a 12 de agosto
Onde: teatros Luiz Mendonça, Apolo, Hermilo Borba Filho, Arraial Ariano Suassuna, Teatro de Santa Isabel e Centro Cultural Correios
Ingresso: R$ 20 e R$ 10 (meia), exceto o espetáculo LUB DUB, com entradas a R$ 30 e R$ 15 (meia), à venda no site Compre Ingressos e em cada teatro duas horas antes de cada evento
Informações:2626-2605

PROGRAMAÇÃO COMPLETA

3 de agosto (quinta)
19h - Abertura da exposição O corpo fala + Performance e videodança Dança macabra, da Cia. Etc (PE)
Onde: Centro Cultural Correios - Avenida Marquês de Olinda, s/n, Bairro do Recife

4 de agosto (sexta)
19h - Performance Entorpecer, de Aneska França e Darilson Cassiano (PE)
Onde: Centro Cultural Correios - Avenida Marquês de Olinda, s/n, Bairro do Recife

5 de agosto (sábado)
19h - Lançamento do livro Sobre as pontas dos pés, de Juliana Siqueira (PE)
20h - LUB DUB Balé, do Balé Teatro Castro Alves (BA)
Onde: Teatro de Santa Isabel - Praça da República, s/n, Santo Antônio

6 de agosto (domingo)
19h - Ecos, de Luciana Freire D'Anunciação
Onde: Teatro Arraial Ariano Suassuna - Rua da Aurora, 469, Boa Vista
20h - LUB DUB Balé, do Balé Teatro Castro Alves (BA)
Onde: Teatro de Santa Isabel - Praça da República, s/n, Santo Antônio

7 de agosto (segunda)
16h às 19h - Escuta da dança - Debate para atualização do Funcultura na área da dança
19h - Performance Versus, do Grupo Animatroonicz (PE)
Onde: Centro Cultural Correios - Avenida Marquês de Olinda, s/n, Bairro do Recife

8 de agosto (terça)
19h - Espetáculo Cinzas ao solo, de Alexandre Américo (RN)
Onde: Teatro Hermilo Borba Filho - Cais do Apolo, s/n, Bairro do Recife
20h - Espetáculo ZOE, de Francini Barros (RJ/PE)
Onde: Teatro Apolo - Rua do Apolo, 121, Bairro do Recife

9 de agosto (quarta)
18h30 - Espetáculo Enchente, de Flávia Pinheiro
Onde: Teatro Hermilo Borba Filho - Cais do Apolo, s/n, Bairro do Recife
20h - Espetáculo Majhô Mahjobê Olubajé, da Cia. Pé-Nambuco de Dança (PE)
Onde: Teatro de Santa Isabel - Praça da República, s/n, Santo Antônio

10 de agosto (quinta)
19h - Tijolos do Esquecimento, do Acupe Grupo de Dança
Onde: Teatro Apolo - Rua do Apolo, 121, Bairro do Recife

11 de agosto (sexta)
20h - Mostra Grupos em formação (PE)
Onde: Teatro Luiz Mendonça - Parque Dona Lindu, s/n, Boa Viagem

12 de agosto (sábado)
20h - Espetáculo O silêncio e o caos, de Dielson Pessôa (PE)Onde: Teatro de Santa Isabel - Praça da República, s/n, Santo Antônio

Acompanhe o Viver no Facebook:

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.