• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Televisão Participação de chefs pernambucanos na TV amplia olhar sobre a gastronomia do estado Carmem Virgínia será jurada do reality show Cozinheiros em Ação, do GNT

Por: Fernanda Guerra - Diario de Pernambuco

Publicado em: 16/07/2017 10:21 Atualizado em: 14/07/2017 18:29

Chef Carmem Virgínia estreia na televisão em programa da GNT. Foto: Luanna Valetim/Divulgação
Chef Carmem Virgínia estreia na televisão em programa da GNT. Foto: Luanna Valetim/Divulgação

Mais que o domínio da cozinha, criatividade, carisma e alegria são "ingredientes" fartos na gastronomia de Pernambuco. "Muito maior que a função de cozinheiro, o estado é um celeiro de pessoas que são muito maiores que a própria comida que elas fazem", classifica a proprietária do restaurante Altar: Cozinha Ancestral, Carmem Virgínia. A relevância de chefs no estado tem um respaldo, ainda que discreto, de programas de televisão. Com aparições recorrentes em atrações de alcance nacional, pernambucanos se tornam "embaixadores da gastronomia local" por levar na bagagem a promoção da culinária do estado.

Carmem Virgínia é uma delas. Após participações no Encontro com Fátima Bernardes e no reality show Food truck: A batalha (GNT), a recifense, de 41 anos, foi convidada para compor o time de jurados da nova temporada do Cozinheiros em ação, agendada para agosto no GNT. Com a saída do chef Olivier Anquier, o reality culinário foi reformulado e passa a ser comandado por Thiago Castanho. Carmem está ao lado dos chefs Rusty Marcellini e Lígia Karazawa. As gravações ocorreram em abril, em São Paulo.

Confira os horários dos filmes em cartaz no Divirta-se

O interesse de Carmem por gastronomia surgiu na infância. "Começou com a minha avó, que era merendeira. Aos sete anos, eu fui escolhida pelos orixás para cozinhar. Eu aprendi muito do que sei hoje dentro dos terreiros de candomblé. Estudei gastronomia mais para domínio de técnica", detalha Carmem. Para o programa do GNT, ela foi indicada por Taís Araújo, antes mesmo de se conhecerem pessoalmente. A atriz e integrante do Saia justa sugeriu para a direção do canal que Carmem tivesse um programa ou fizesse uma participação em alguma atração da grade.

Taís a conheceu através das redes sociais. Já foi no Altar quatro vezes. "Eu não sou um personagem. Sou uma pessoa boa, mas cheia de defeito. Ou me amam, ou me odeiam. E que bom que Taís me amou", conta Carmem. Taís levou Mônica Martelli e Pitty, as colegas do Saia justa, para o restaurante quando vieram ao Recife para gravação da versão itinerante. Também no local está previsto para ocorrer o lançamento do livro Na minha pele, do ator Lázaro Ramos (marido de Taís).
Lázaro Ramos, Carmem Virginia e Taís Araújo, que se sugeriu ao canal GNT o nome da chef para participar de um programa. Foto: Arquivo pessoal
Lázaro Ramos, Carmem Virginia e Taís Araújo, que se sugeriu ao canal GNT o nome da chef para participar de um programa. Foto: Arquivo pessoal

Para Taís e Carmem, a presença da chef no Cozinheiros em ação vai além do entretenimento. Tem a ver com representação racial. "Eu me considero muito mais preta que cozinheira", justifica. "Por ser preta, tenho uma responsabilidade maior. Já têm muitos cozinheiros que o público pode se inspirar. Mas eu me incluo dentro das pessoas pretas que têm que dar um bom exemplo, ou seja, 'eu posso, como preta, ser protagonista da minha história'", reforça. Mãe de uma filha de 17 anos, Carmem relembra que foi criada à base do "deixa disso, aceite" e reconhece uma evolução no empoderamento racial e feminino dos dias atuais.

Na função enquanto jurada, Carmem foi das lágrimas às gargalhadas, passando por "brigas" com os colegas. Emotiva, ela se envolveu com as histórias dos participantes e se condoeu com as eliminações de alguns. "Eu me emocionei muito com a vida de outras pessoas. Elas eram tão boas, tão sublimes, que me encantavam", detalha. Nas divergências com os jurados, ela adianta que houve brigas engraçadas. "Não queria ser voto vencido. Queria que eles enxergassem a comida além da técnica. Acho que o público nunca viu jurados assim. Foi bem engraçado", diz.

Carmem defende uma maior participação de chefs pernambucanos na televisão, com o intuito de projetar ainda mais a gastronomia local. "Acho que falta um programa para Pernambuco chamar de seu. Por que não poderia ter um chef pernambucano com um programa de gastronomia?", questiona. Além dela, chefs como César Santos, Auricélio Romão, Joca Pontes, André Saburó, Miau Caldas e Duca Lapenda são associados constantementes como "embaixadores" da culinária do estado.

"A gente é conhecido como a 'locomotiva' pernambucana da gastronomia, porque a gente chega em grupo, um ajuda sempre o outro", pontua o chef Duca Lapenda, do restaurante Pomodoro Café. Apesar de não ser favorável a rótulos, Duca coloca em prática o título de "embaixador" na trajetória. Para onde vai, ele afirma que leva ingredientes locais, como tapioca, queijo coalho, atum do litoral pernambucano e presuntos feitos no estado.

A chef Miau Caldas, que atuou na equipe do reality show Bake off Brasil: Mão na massa, então apresentado por Ticiana Villas Boas, incluiu nas provas de eliminação itens da gastronomia local. "Criamos provas de bolos Souza Leão e de rolo para mostrar a cultura e tradição pernambucana. A gente tentava unir uma sobremesa com uma história por trás", exemplifica Miau.
Cesar Sanots já participou algumas vezes de programas de gastronomia. Em janeiro deste ano, foi entrevistado do Estrelas. Foto: Instagram/Reprodução
Cesar Sanots já participou algumas vezes de programas de gastronomia. Em janeiro deste ano, foi entrevistado do Estrelas. Foto: Instagram/Reprodução

Mais gastronomia pernambucana
na televisão

Recorrente
O chef César Santos, do restaurante Oficina do Sabor, em Olinda, é uma presença recorrente em programas de gastronomia. No ano passado, participou do MasterChef Brasil, Mais você e, no início deste ano, do Estrelas. No programa de Ana Maria Braga, ensinou uma receita de carne de sol, um dos pratos típicos regionais, como parte do reality show Superchef celebridades.

No YouTube
O chef Duca Lapenda já esteve à frente de duas produções na televisão: o Cozinha caseira, exibido nos canais Fox entre 2011 e 2013, e o Adivinha quem vem para o jantar, aprovado no Funcultura e exibido pela TV Pernambuco. Os episódios desse último estão disponíveis no GastronomadesTV, canal do YouTube do chef, com participações do chef César Santos e do cantor Almir Rouche.

Cinema
Dirigido por Riccardo P. Rossi, Atum, farofa & spaghetti segue os chefs André Saburó, Joca Pontes e Duca Lapenda em viagens por Japão, Itália e França. Foi selecionado para 20 festivais no mundo e eleito o Melhor Filme em Língua Estrangeira no Hollywood International Independent Documentary Awards. O documentário foi  exibido no Cine PE deste ano.

Nos bastidores
Além do Bake off Brasil, no qual assinou a produção gastronômica da segunda temporada, a chef Miau Caldas participou, em 2015, de duas temporadas da franquia do MasterChef Brasil - a júnior e uma para adultos. Nos bastidores, ela integrou uma equipe de consultores do programa da Band. Já no programa do SBT, foi convidada para a terceira temporada, mas não pôde aceitar por incompatibilidade de agenda.

Apresentação
A recifense Danielle Dahoui substituiu Carlos Bertolazzi no Hell’s kitchen, o reality gastronômico do SBT. A estreia ocorreu no ano passado. A pernambucana, no entanto, mora em São Paulo desde os 11 anos. A relação dela com a cozinha pernambucana não é tão próxima, pois começou a trajetória na França. Danielle é proprietária do restaurante francês Ruella, em São Paulo.

De Noronha
O chef Auricélio Romão é considerado o "embaixador da gastronomia de Fernando de Noronha". O arquipélago já serviu de locação para a temporada de verão do programa Estrelas em 2015. O potiguar, radicado há anos na ilha, que participou do quadro de receitas da atração comandada por Angélica, comanda os restaurantes do Varanda e Cacimba Bistrô.

Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.