• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Televisão Netflix anuncia data de nova série de Star Trek Temporada inédita será dividida em duas partes, com a primeira estreando no dia 25 de setembro

Por: Breno Pessoa

Publicado em: 19/06/2017 13:45 Atualizado em: 19/06/2017 14:29

Capitã Philippa Georgiou (Michelle Yeoh) e a primeira oficial Michael Burnham (Sonequa Martin-Green) são protagonistas da nova série. Foto: CBS/Divulgação
Capitã Philippa Georgiou (Michelle Yeoh) e a primeira oficial Michael Burnham (Sonequa Martin-Green) são protagonistas da nova série. Foto: CBS/Divulgação

Star trek: Discovery, nova produção da franquia iniciada em 1966, teve a data de estreia anunciada pela Netflix, responsável pela distribuição internacional da série. O programa irá ao ar a partir do dia 25 de setembro, com um episódio semanal, sempre às segundas-feiras.

A temporada, com 15 episódios, será dividida em duas partes. A primeira leva, com oito capítulos, será liberada entre os dias 25 de setembro e 6 de novembro. O restante será exibido a partir de janeiro de 2018, em data a ser definida. 

Produzida pelo canal norte-americano CBS, Star trek: Discovery quebra hiato de mais de uma década de ausência da franquia de ficção científica na TV. A última série foi Enterprise, exibida originalmente entre 2001 e 2005.  

A nova produção é ambientada antes dos acontecimentos da série clássica de Star trek e terá como protagonistas a capitã Philippa Georgiou (Michelle Yeoh) e a primeira oficial Michael Burnham (Sonequa Martin-Green).  O elenco inclui ainda Chris Obi (T’Kuvma, líder Klingon), Sonequa Martin-Green (primeira oficial Michael Burnham), Doug Jones (tenente da Discovery), James Frain (Sarek, o pai de Spock) e Shazad Latif (Kol).

Idealizada por Gene Roddenberry (1921-1991), a série clássica de Star trek durou apenas três temporadas, por conta de baixos índices de audiência. O programa só ganhou popularidade na década seguinte, quando os episódios passaram a ser comercializados a emissoras locais independentes nos EUA. No início dos anos 1970, a atração era exibida em mais de cem canais norte-americanos. O criador da atração chegou a declarar que o pouso do astronauta Neil Armstrong na Lua, em julho de 1969, atraiu atenção para a série. "Se o homem tivesse chegado à Lua durante a primeira ou segunda temporada, a ideia de espaço não teria soado tão absurda".

Todos os programas televisivos da franquia estão disponíveis atualmente na Netflix. O catálogo inclui a série clássica,  A nova geração, Voyager, Deep space nine e Enterprise, além do desenho animado dos anos 1970 e dois dos mais recentes filmes: Star trek (2009) e Além da escuridão (2013).  

Acompanhe o Viver no Facebook:




Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.