• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Política Ator que imita Dilma tira sarro de Temer e da imprensa após delação bombástica Comediante Gustavo Mendes, vestido como Dilma Rousseff, afirmou que ganhou um "presente dos céus" e alfinetou as propostas trabalhistas do presidente

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 18/05/2017 10:48 Atualizado em: 18/05/2017 11:07

O comediante deseja que o atual presidente também tenha o mandato cassado. Foto: YouTube/Reprodução
O comediante deseja que o atual presidente também tenha o mandato cassado. Foto: YouTube/Reprodução

O comediante Gustavo Mendes, que ficou conhecido por imitar a ex-presidente Dilma Rousseff na internet, publicou um vídeo ironizando Michel Temer e a imprensa do Brasil. À luz dos recentes desdobramentos da delação do empresário Joesley Batista, do grupo JBS, reverberados na política brasileira, o humorista afirmou que recebeu um "presente dos céus". "É difícil esconder a emoção num momento como esse. Eu sei que o dia das mães já passou e eu não ganhei nenhum presente. Até hoje", introduziu.

"Depois de um ano tão difícil, um ano tão complicado, de impeachment, depois de ter sido golpeada por este tratante, esse usurpador, esse vampiro do Temer... De ter sido chamada de leviana pelo Aécio Snows, eis que o universo me dá um presente", afirmou a personagem. "Olha que o pessoal falava que a Friboi era do filho do Lula. A verdade apareceu toda do avesso. Mamãe estava certa, eu avisei!", exclamou.

O comediante, então, deseja que o atual presidente também tenha o mandato cassado e pondera: "É claro que no lugar dele também vai entrar aquele b****, cara de cachorro de desenho animado, Rodrigo Maia. Mas é bom pra gente aprender que com golpe não se brinca. A gente pode até brincar de golpe, mas o golpe cobra". De acordo com ele, a cobrança viria para aposentados e trabalhadores, em referência às reformas trabalhistas propostas por Temer.

Assista ao vídeo:



Nesta quarta-feira (17), o jornalista Lauro Jardim, do jornal O Globo, revelou com exclusividade uma conversa entre Michel Temer e Joesley Batista no qual o presidente dá o aval para compra de silêncio do deputado cassado e ex-presidente da Câmara dos Deputados Eduardo Cunha (PMDB-RJ). Na gravação, Joesley diz a Temer que está pagando a Cunha e ao doleiro Lúcio Funaro uma mesada na prisão para ficarem "calados".

Acompanhe o Viver no Facebook:



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.