• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
TV MasterChef Brasil: Corte no dedo, desmaio e fogo na bancada marcam eliminação Candidato que inventou sobremesa com ingredientes do Norte e foi eliminado

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 10/05/2017 01:02 Atualizado em: 10/05/2017 01:55

Douglas arriscou fazer uma sobremesa com tucupi e bacuri, mas não acerta na mistura de sabores. Foto: Band/Divulgação
Douglas arriscou fazer uma sobremesa com tucupi e bacuri, mas não acerta na mistura de sabores. Foto: Band/Divulgação


A tensão marcarou o episódio do MasterChef Brasil desta terça-feira (9), na Band. A eliminação foi chamada de "Prova do Bombeiro" porque teve um corte, um desmaio e dois fogos. Os cozinheiros amadores foram desafiados a cozinhar cortes do boi que não são comuns na cozinha do dia a dia. Em seguida, eles tiveram que utilizar ingredientes do Norte do Brasil em receitas. Victor Bourguignon se cortou, deixou a bancada, mas teve a chance de volta e completar a prova. Douglas arriscou fazer uma sobremesa com tucupi e bacuri, não acerta na mistura de sabores e é eliminado.


Na caixa surpresa, os participantes encontraram miúdos de boi - fígado, cérebro, pênis, testículos, rim, coração - e tiveram que criar uma receita onde um dos ingredientes brilhasse no prato. O desafio valia a imunidade na prova seguinte. A chef Paola Carosella dividiu a bancada com os participantes e mostrou como cozinhar. "Tem que fazer coisas simples e saber usar a técnicas", explica. Ela preparou um miolo à milanesa com purê de couve-flor e molho verde. De acordo com a avaliação dos chefs, os melhores pratos foram os de Ana Luiza, Aderlize, Yuko e Léo. Os piores, de Mirian, Douglas e Fabrizio, que perderam 15 minutos na prova seguinte.

A prova de eliminação foi temática e evidenciou ingredientes típicos da região norte e seus sabores exóticos. Os cozinheiros deveriam usar insumos como tucupi, goma de mandioca, cachaça de jambu, maniva, castanhas do Pará e frutas como o cupuaçu e o bacuri. O chef convidado Thiago Castanho, famoso por valorizar ingredientes brasileiros, deu dicas de preparo e apresentou receitas autorais. Eles tiveram 1h de prova e três minutos de mercado.


Logo no início, Vitor Bourguignon cortou o dedo e precisou de atendimento médico. O acidente abalou os concorrentes e interferiu no andamento da prova. Aderlize passou mal e deixou o estúdio. Nana e Victor se atrapalharam e acabaram queimando um dos utensílios da bancada. 

De acordo com a avaliação do chef convidado, os trabalhos de Valter, Débora e Fabrizio foram apontados como os melhores. Bourguignon teve a oportunidade de voltar ao jogo e executar a prova com 49 minutos restantes. Ele fez um nhoque de banana-da-terra com ragu de pato no tucupi. "Você cozinhou bem. O nhoque está na textura ideial e o pato ficou bem feito. Além do Norte estar presente na receita", elogiou Fogaça.

Os melhores foram Nana, Bourguignon, Fernando, Victor e Taise. Os piores desempenhos foram de Douglas, Mirian e Michele. Douglas apostou em uma sobremesa, mas não teve sucesso com a mistura de sabores. "Era uma ideia muito boa. Você deve explorar essa receita. Mas não dá para arriscar numa prova de eliminação. Seu prato não dava para comer", anunciou Paola. "Queria agradecer a chance, tenho muito o que aprender ainda", agradeceu Douglas.

Acompanhe o Viver no Facebook:




Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.