• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
CCXP Comic Con: Público enfrenta filas de até três horas para fotos e painéis Fãs, no entanto, não se incomodam com a espera: "faz parte da experiência"

Por: Eduarda Fernandes

Publicado em: 15/04/2017 21:10 Atualizado em: 17/04/2017 17:55

Filas para participar de jogos em estandes pode durar mais de 40 minutos. Foto: Eduarda Fernandes/Esp. DP
Filas para participar de jogos em estandes pode durar mais de 40 minutos. Foto: Eduarda Fernandes/Esp. DP


Para aproveitar as dezenas de atrações disponíveis na CCXP, não basta apenas comprar o ingresso: é preciso enfrentar filas que podem durar horas. A espera não é somente para os painéis e sessões de autógrafos e fotos com artistas convidados, mas também para entrar nas lojas e participar das atividades disponíveis nos estandes. No da Netflix, por exemplo, é possível interagir com uma parede que "fala", igual à de Stranger things, participar de um quiz sobre as séries da plataforma e de uma das etapas do teste de seleção mostrado em 3% e até mesmo cantar músicas da trilha sonora dos programas. A média de espera na fila é de 40 minutos.

Já no estande da editora LeYa, a fila (média de 30 minutos) é para tirar foto com uma réplica do trono de Game of thrones. Uma poltrona também está disponível para fotos no estande da Turma da Mônica - feito com vários Sansão, o coelhinho da Mônica, de pelúcia. As atrações patrocinadas por estúdios - como o jogo do longa Rei Arthur: A lenda da espada, da Warner Bros., no qual o fã deve gravar um vídeo levantando a espada de Excalibur - oferecem brindes, de pôsters a bolsas exclusivas, aos corajosos que enfrentam a espera.

A demanda maior é pelas lojas. Victor Melo, de 20 anos, esperou quase horas para entrar na Mundo Geek, com produtos oficiais de Harry Potter. "Sou muito fã da saga e não é sempre que a gente tem acesso a itens assim", disse. Ele não se preocupa, no entanto, em não encontrar o que busca. "Se você passa tanto tempo assim na fila, tem que comprar algo quando entrar lá. Se não tem o que você quer, leva outra coisa. Não dá para fazer esse esforço todo para dar só uma olhadinha", ri. O estudante Mateus Sobral discorda. Ele passou cerca de 45 minutos na fila da Panini, loja de quadrinhos, gibis e mangás e saiu de mãos vazias. "Estava procurando uma revista específica e descobri que acabou", disse, mas garantiu que não ficou decepcionado. "A gente está aqui pra isso, né?", brincou.

Na loja oficial da Disney/Star Wars, onde os produtos custam de R$ 8 a R$ 1,8 mil, a fila dá a volta no estande. Luisa Costa, 33 anos, não vê problema em enfrentar a demora. "A gente faz isso para ver os painéis, por que não faria para comprar?", questionou. "Tudo isso faz parte da experiência da Comic Con, tem muita gente que vem só por causa das lojas", disse. Fã da princesa Leia, ela pretende comprar uma figura de ação dela em O despertar da Força, no qual a personagem interpretada por Carrie Fisher aparece como general. Também fã de Star wars é o estudante de engenharia Mário Fraga, que passou dois dias tentando entrar na loja. "Sempre que eu vinha, a fila estava enorme. Cheguei a entrar nela algumas vezes, mas sempre tinha que sair porque estava na hora de algum painel ou sessão de autógrafos", contou ele, que chegou ao Centro de Convenções às 10h na sexta-feira (14) para o painel que transmitiu a Star wars celebration, a partir das 12h. "Fiquei algumas horas do lado de fora, no sol quente, mas não posso reclamar, sabia que seria assim. Eu acho até que deixa as coisas mais interessantes. Se fosse tudo fácil demais, não teria graça", opinou.

Luiza Miranda, 23 anos, passou horas esperando o painel da Netflix, neste sábado (15), que contou com atores de Sense8, 13 reasons why, 3% e Punho de Ferro e era a atração mais aguardada pela estudante, de Fortaleza (CE). "Eu queria chegar às 7h, mas tivemos alguns problemas e só conseguimos chegar às 9h. Já tinha gente aqui e eu fiquei desesperada com medo de que não fosse conseguir lugar no auditório, mas deu tudo certo". Os portões do evento abriram às 11h e o painel da plataforma de streaming começou pouco depois do meio-dia. Luiza comparou a experiência a esperar para ver o show de um artista preferido. "Quando Beyoncé foi para Fortaleza [em 2013], eu cheguei na fila na noite anterior. Isto aqui não é muito diferente", disse.

CCXP Tour
A Comic Con Experience Tour ocorre entre os dias 13 e 16 de abril, no Centro de Convenções, em Olinda. É a primeira edição da CCXP fora de São Paulo, onde já foram realizadas três edições do evento. Miguel Ángel Silvestre (Lito, de Sense8), Richard Speight Jr. (o arcanjo Gabriel, de Supernatural), Finn Jones (Loras Tyrell em Game of thrones e protagonista de Punho de Ferro), Tom Pelphrey (Punho de Ferro), Carlos Villagrán (Quico de Chaves), Kevin Sussman (Stuart de The Big Bang Theory), Claudia Wells (Jennifer Parker em De volta para o futuro), Rodolfo Valente e Vaneza Oliveira (Rafael Moreira e Joana Coelho de 3%), Diogo Vilela, o casal Taís Araújo e Lázaro Ramos, Vladimir Brichta (Bingo: O rei das manhãs), Brandon Flynn, Alisha Boe e Christian Navarro (13 reason why) e o dublador Wendell Bezerra (Bob Esponja/Goku) são alguns convidados da maratona geek.

O evento promove a presença de cerca de 200 quadrinistas, sendo mais de 185 na Artists' Alley, durante os quatro dias. Os brasileiros Mauricio de Sousa, Mike Deodato (da Marvel Comics), Ivan Reis (DC Comics), Fábio Moon e Gabriel Bá (Dois irmãos), Adriana Melo (Doctor Who), Bianca Pinheiro (Bear) e Rafael Albuquerque (Vampiro americano) estão entre os nomes anunciados. Paul Pope (Batman: Ano 100), José Luiz García-López (responsável pelo primeiro Guia de estilo da DC Comics), Bill Sienkiewicz (Elektra assassina), Jock (Batman: Black mirror) e Glen Fabry (Preacher e Hellblazer) são alguns quadrinistas internacionais confirmados. Painéis com conteúdos exclusivos da Warner, Disney, Fox e outros estúdios também estão na programação.

Vendas
Os ingressos estão à venda na bilheteria do Centro de Convenções. As entradas para o domingo custam R$ 209,98, R$ 109,99 (meia) e R$ 114,99 (social).

Acompanhe o Viver no Facebook:





Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.