• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Música Alceu recebe registro da OAB quarenta anos depois de formado Músico celebrará título com apresentação em escritório de advocacia

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 05/04/2017 14:02 Atualizado em: 05/04/2017 18:24

Alceu Valença poderá conciliar a atuação em direito com os trabalhos no campo da música e do cinema. Foto: Facebook/Reprodução
Alceu Valença poderá conciliar a atuação em direito com os trabalhos no campo da música e do cinema. Foto: Facebook/Reprodução


Formado em direito há quatro décadas, o músico e cineasta Alceu Valença finalmente irá receber sua carteira da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), nesta quarta-feira (5). O autor dos sucessos Anunciação e Morena tropicana concluiu a formação pela Universidade Federal de Pernambuco (UFPE) nos anos 1970.

Confira o roteiro de shows no Divirta-se

A informação foi confirmada ao Viver pela assessoria de imprensa do cantor. Na época em que se formou, o exame da ordem dos advogados não era obrigatório e, por já estar vivenciando sua carreira e sucesso no campo da música, Alceu Valença não havia realizado o requerimento do registro até então. Na cerimônia de entrega, Alceu receberá o documento da ordem das mãos do presidente da OAB do Rio de Janeiro, Felipe Santa Cruz, e celebrará com apresentação musical durante festa privada de escritório de advocacia carioca.

Por aqui, o pernambucano tem apresentação marcada no dia 2 de junho, ao lado dos parceiros Geraldo Azevedo e Elba Ramalho, com a turnê comemorativa de 40 anos do espetáculo O grande encontro. O show será no Classic Hall (Olinda). Os ingressos custam R$ 100 (inteira) e R$ 50 (meia) para a pista, R$ 1000 para mesa premium para quatro pessoas, R$ 800 para mesa VIP para quatro pessoas e, para camarotes para 10 pessoas, R$ 1200 (3º piso), R$ 1400 (2º piso) e R$ 1600 (1º piso). Informações: 3427-7500.

Acompanhe o Viver no Facebook:



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.