• Compartilhar no Facebook Compartilhar no Twitter Compartilhar no Google Plus Enviar por whatsapp Enviar por e-mail Mais
Literatura Morre o escritor gaúcho João Gilberto Noll O artista tinha 70 anos e era reconhecido pela sua extensa obra literária, homenageada cinco vezes pelo prêmio Jabuti

Por: Viver/Diario - Diario de Pernambuco

Publicado em: 29/03/2017 08:38 Atualizado em: 29/03/2017 12:00

Causa da morte ainda não foi confirmada pela família. Foto: André Reis/Divulgação
Causa da morte ainda não foi confirmada pela família. Foto: André Reis/Divulgação


O escritor gaúcho João Gilberto Noll teve seu falecimento confirmado na manhã desta quarta-feira (29) pela família. Ainda não há informações a respeito da causa da morte, mas o enterro ocorrerá no cemitério João XXIII, em Porto Alegre, a partir das 18h. O velório já está sendo realizado. O artista tinha 70 anos e era reconhecido pela sua extensa obra literária, homenageada cinco vezes pelo prêmio Jabuti. Ele foi autor de livros como O cego e a dançarina e Alguma coisa urgente.

Começou a trajetória na literatura na Escola de Letras da Universidade Federal do Rio Grande do Sul, a qual abandonou dois anos depois, concluindo os estudos apenas na Faculdade Notre Dame, no Rio de Janeiro. Depois que chegou na cidade, Noll passou a contribuir em diversos jornais, como  Folha da manhã e Última hora. Ao longo da carreira, escreveu também para Correio braziliense e Folha de S.Paulo. 

Ao todo, João Gilberto Noll teve 18 livros publicados, 13 dos quais eram romance. Lançou também três compilações de contos e duas obras voltadas para o público infantojuvenil. Lançado em 1980, O cego e a dançarina recebeu prêmios como o Jabuti, o Instituto Nacional de Arte e Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA). Outros títulos, como Hotel atlântico, Harmada e Quero sim, figuram entre as suas obras.

Acompanhe o Viver no Facebook:



Os comentários abaixo não representam a opinião do jornal Diario de Pernambuco; a responsabilidade é do autor da mensagem.